Páginas

terça-feira, 31 de maio de 2011

Propostas para a mobilidade urbana entre Salvador e Lauro de Freitas

Os envelopes de sete empresas e consórcios que participam da Proposta de Manifestação de Interesse (PMI) de Mobilidade Urbana foram abertos, nesta segunda-feira (30), no auditório da Secretaria do Planejamento (Seplan). Coordenado pela Secretaria do Planejamento, o PMI definirá o modal a ser implantado no Acesso Norte, interligando os municípios de Salvador e Lauro de Freitas. As propostas consistem de estudos de viabilidade técnica, ambiental e financeira.
De acordo com o chefe de gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), José Eduardo Copello, a próxima etapa será a análise das propostas pelo Grupo de Trabalho Executivo (GTE) juntamente com uma consultoria. A previsão é que isso seja feito, no prazo de 15 dias, quando serão agendadas audiências públicas para definir o modal ligando Lauro de Freitas ao Acesso Norte, na Rótula do Abacaxi, tendo como uma das exigências a integração com o metrô.
Além de determinar o tipo de transporte, será definido o modelo de gestão do sistema. Entre as opções de modelo de transporte está o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e o Bus Rapid Transit (BRT).
“A abertura do processo PMI foi para tentar obter modelo de transporte e de modelagem mais ampla no sentido de dar viabilidade técnica e econômica”, disse Copello. O propósito é possibilitar a integração física com o metrô e o restante do sistema de transporte da cidade, facilitando o acesso de um lugar a outro com a utilização de um bilhete único.
Após os processos de análise e de formatação do modelo de modal será realizada a licitação final para escolha da empresa ou consórcio que executará a obra. De acordo com o chefe de gabinete da Sedur, a previsão é que a construção do modal seja iniciada em dezembro com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Copa. Os investimentos previstos são de R$ 570 milhões, incluindo a contrapartida do Governo do Estado.
As empresas que apresentaram propostas foram o Consórcio Odebrecht Transporte S/A e Setps, o Consórcio Camargo Correa e Construtora Andrade Gutierrez, a Metropasse, a Queiroz Galvão, a Prado Valladares Arquitetos, Invepar e ATP Engenharia.

domingo, 29 de maio de 2011

Previsão do futuro

Prever como estará o trânsito da cidade no dia de amanhã não é grande exercício de previsibilidade. Todos os dias estão iguais, em todas as horas, em todos os lugares. É o caos que chegou!

A solução é uma só: transporte público de qualidade sobre trilhos (Metrô, VLT, Trem). Desta forma muitas pessoas que hoje utilizam o veículo particular utilizarão o transporte público, deixando o espaço livre para outras pessoas que ainda com transporte público de qualidade sobre trilhos preferem ou necessitam de utilizar o automóvel particular. Participe ativamente do movimento "Eu quero VLT em Salvador" e mude esta triste realidade. 

Chega de engarrafamento

Engarrafamento em Salvador

Metrô de Fortaleza R$ 1,00 X Ônibus em Salvador R$ 2,50

Sistema de transporte público em Salvador - Eu quero VLT e Metrô em Salvador
Construído pela Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos - Metrofor, órgão vinculado à Secretaria da Infraestrutura do Estado do Ceará, o Metrô do cariri, com 13,6 km, liga as cidades da Região Sul do Ceará, Juazeiro do Norte e Crato. É o primeiro serviço de transporte ferroviário operado com veículos leves sobre trilhos (VLT) do Nordeste e funciona desde dezembro de 2009, com capacidade para atender 15.000 passageiros/dia e a passagem custa R$ 1,00. A Metrofor estuda novo trajeto de 16 km entre Juazeiro do Norte e o município de Barbalha que se intregraria ao trecho atual.



Assine agora o manifesto de apoio ao VLT e Metrô. 
Twitter/vltemsalvador

Frases do dia

"O lobby das empresas de ônibus de Salvador empurrando goela abaixo o BRT é um ABSURDO!!! Não podemos permitir isso! Vamos lutar pelo VLT!" Raoni Ferlin Lopes Silva

"Chega de queimar pneu e combustível"  Herege Sacramento

"De Lauro de freitas a rotula do abacaxi pego 4 engarrafamentos em pontos diferentes. Não suporto mais." Gustavo Zacarias Jorge Magalhães

"Queremos VLT em Lauro de Freitas também!!!"  Tânia Streb

"Salvador merece um sistema de transporte que dá certo no mundo todo (VLT, Metrô) e não um que não funciona (BRT)." Paulo José Rodrigues Neto

"O transporte coletivo de Salvador está em decadência. A cada dia que passa os ônibus vão se transformando em sucatas sem as menores condições de conforto para a população que paga e merece um transporte de qualidade e que ofereça mais segurança. Eu quero VLT em Salvador!" Daiana Lopes de Brito Soares

sábado, 28 de maio de 2011

Estudos finais de mobilidade urbana serão entregues nesta segunda-feira

Os estudos finais do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) de Mobilidade Urbana, que definirá o modal a ser implantado no Acesso Norte, interligando os municípios de Salvador e Lauro de Freitas, serão entregues na segunda-feira (30), a partir das 17h, no auditório da Secretaria do Planejamento do Estado da Bahia (Seplan).

Dez interessados foram habilitados a participar do processo - sete apresentaram os estudos preliminares até o dia 2 deste mês, prazo limite. Os outros três desistiram de participar. No envelopes estarão estudos de viabilidade técnica, avaliação ambiental, econômico-financeira e jurídica.

O PMI objetiva a estruturação de projeto de concessão comum, patrocinada ou administrativa, para transporte público metropolitano entre os dois municípios. Independente de qual seja a solução apontada pelos consórcios que atenderem à PMI, a exemplo do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) ou do Bus Rapid Transit (BRT), uma das exigências é a integração com o metrô.

Esse Procedimento de Manifestação de Interesse tem a finalidade de apontar solução sustentável para os problemas de tráfego entre a capital e Lauro de Freitas. O objetivo do Governo do Estado é buscar as melhores soluções de integração entre os sistemas de transportes atuais e o metrô, promovendo a acessibilidade entre os bairros populosos do Acesso Norte até o centro da cidade e a Arena Fonte Nova.
Grupo de Trabalho
No mês de março foi publicado no Diário Oficial um decreto, assinado pelo governador Jaques Wagner, criando um grupo de deliberação para tratar do assunto no Estado. Além de Cícero Monteiro (Sedur) e Zezéu Ribeiro (Seplan), integram o grupo, os secretários Carlos Martins (Fazenda) e Eva Chiavon (Casa Civil), e o procurador geral do Estado, Rui Moraes Cruz.

Seminário Salvador em debate

Na próxima segunda-feira (30), às 9h, no salão Mercado Modelo I, do Hotel Mercure, acontecerá o seminário Salvador em Debate com o tema mobilidade urbana.

O evento foi idealizado por três partidos (PSB, PTB e PCdoB) e cada sigla indicou um representante para debater o tema. Pelo PTB estará o vice-prefeito, o jurista Edvaldo Brito. Ney Campelo, secretário extraordinário da Copa, é o representante do PCdoB. O PSB indicou o presidente do Instituto dos Arquitetos do Brasil - seção Bahia, Daniel Colina.

Já confirmaram presença na abertura do seminário a senadora Lídice da Mata (PSB-BA), os deputados federais Daniel Almeida (PCdoB), Alice Portugal (PCdoB) e Antônio Brito (PTB), o deputado estadual Sargento Isidório (PSB), os vereadores David Rios (PTB), Aladilce Souza (PCdoB) e Olívia Santana (PCdoB), além de convidados de outros partidos e lideranças de diversas áreas de Salvador.



O movimento "Eu quero VLT em Salvador" que defende a adoção do transporte sobre trilhos (Metrô, VLT e Trem) como o principal modal de transporte na cidade espera que deste debate saiam mais aderentes ao movimento e conclama àqueles que defendem o transporte público de qualidade a participarem do evento. Por antecipação, já sabemos que alguns cabos eleitorais de gente que defende o corredor de ônibus (BRT) estarão presentes fazendo o mesmo tipo de questionamento vazio que ocorre em todos os debates. 

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Audiência pública na Câmara Municipal de Salvador

Na tarde desta quinta-feira (26) ocorreu uma audiência pública no auditório do Anexo Bahia Center da Câmara Municipal de Salvador, foi discutido e debatido a modalidade urbana para o município de Salvador e os prós e os contras dos modais Bus Rapid Transit (BRT) e Veiculo leve sobre trilhos (VLT).

A audiência foi presidida pela vereadora Andréa Mendonça (DEM), contou com as participações do Vereador Gilmar Santiago (PT) que discute a mobilidade urbana constantemente na CMS, do engenheiro civil Luiz Henrique Pereira que fez comparações entre os modais BRT e VLT, Silvio Pessoa representante do turismo de Salvador, Gilson Vieira representante dos Trilhos Verdes, Álvaro Almeida e Luís do movimento “Eu quero VLT em Salvador” e a participação do povo que deu opinião e questionamentos sobre o assunto.
O engenheiro civil Luiz Henrique Pereira fez comparações entre os dois modais BRT e VLT.  “O BRT só leva vantagem em relação ao VLT no custo, só que vai investir em uma coisa que não é a solução para mobilidade urbana”, afirma Luiz Henrique.
Ele também revelou as vantagens que o VLT oferece que é conforto, vida útil, sem poluição e confessou que o investimento é maior, mas não tanto como estão dizendo. Ele falou do impacto ambiental que com o BRT a área verde que é retirada, não volta mais, e segundo ele é poluição direta na veia. No caso do VLT ele disse que é zero de redução da área verde, não tem poluição, tem mais segurança e acessibilidade.
“Os transtornos nas obras é maior no caso do BRT, do que no caso do VLT. Em relação aos prazos os dois são parecidos, o BRT  leva de dois anos a dois anos e meio e o VLT de dois anos e meio a três anos para conclusão das obras. A única vantagem que o BRT tem é em relação ao valor inicial dos investimentos, nos outros quesitos o VLT leva a vantagem. O BRT é uma solução que já nasce morta.” Disse o engenheiro civil Luiz Henrique Pereira.
A vereadora Andréa Mendonça (DEM) disse “O custo beneficio utilizado no VLT com a energia elétrica é melhor do que o do BRT com o Biodiesel, fora os transtornos que com as paralisações dos rodoviários. O legado tem que ser para cidade de Salvador, para ficar depois, não apenas para ela. Eu certo seria o metrô, mas como na tem ele, a solução mais viável é o VLT”.
O vereador Gilmar Santiago (PT) parabenizou a vereadora Andréa Mendonça (DEM) pela iniciativa de fazer a audiência pública para discussão da mobilidade urbana em Salvador. E disse que o mandato da vereadora foi uma grata surpresa, um mandato que segundo ele defende muito a questão ambiental. ”Salvador precisa de vozes para defender essa causa”, finalizou o vereador.
“BRT é um modal ultrapassado, eu quero é o metrô, mais se não tivemos os recursos para ele, quero pelo menos o VLT”, disse Silvio Pessoa representante da área de turismo da cidade de Salvador.
Gilson Vieira representante do movimento Trilhos Verde defende o VLT, porque segundo ele não engarrafa, não polui e comporta mais passageiros.
“O sistema de ônibus de Salvador está precário, um caos”. “Quero um dia deixar o meu carro em casa e poder utilizar um transporte público de qualidade”,disse Álvaro representante do movimento “ Eu quero VLT em salvador”.
A vereadora Andréa Mendonça (DEM) finalizou dizendo, “Independente da decisão entre os modais BRT e VLT quero uma resposta com sustentabilidade e responsabilidade para solução da mobilidade urbana para o município de Salvador”.

Fonte: Consulado Social (Imagens e textos)

quinta-feira, 26 de maio de 2011

O que você quer para a nossa cidade: VLT/Metrô ou BRT?

O BRT de Bogotá é a grande referência do que querem fazer em nossa cidade.

É necessário mobilização popular porque estamos em um momento de definição de uma cultura de mobilidade urbana, ou se faz a adesão de uma nova cultura de transporte sobre trilhos (Metrô, VLT - Veículo Leve sobre Trilhos, Aeromóvel, Monotrilho, Trem etc) ou continuamos com o velho e surrado buzu.
A escolha é sua, depende de você. Faça a sua parte, por menor que seja, mas faça. 


Assine agora o manifesto de apoio ao VLT e Metrô. 
Twitter/vltemsalvador

quarta-feira, 25 de maio de 2011

VLT (Tramway) x VLT (Light Rail)

Como o próprio título desta matéria reflete, no Brasil ainda temos um conflito de identidades para o mesmo termo “VLT”. Veículo Leve sobre Trilhos, em linhas gerais, pode identificar 2 tipos de soluções para transporte sobre trilhos que analisaremos (...). 


Leia o texto completo no Blog Tramway Brasil – VLT

Titular da SECOPA defende o VLT


O titular da Secretaria Extraordinária para Assuntos da Copa (Secopa), Ney Campello, defendeu que o sistema VLT - Veículo Leve sobre Trilhos é a melhor alternativa para a ligação entre Salvador e Lauro de Freitas. O discurso foi realizado durante encontro promovido pelo Rotary Club de Lauro de Freitas, que aconteceu na noite desta terça-feira (24), no Riverside.

Campello destacou que é impossível pensar mobilidade urbana para a Copa de 2014, sem resolver o problema dos 7,5 km da Estrada do Coco. A situação no trecho foi classificado como "caótica", devido a "um processo histórico de crescimento desordenado das cidades. O secretário não citou nomes, mas o recado foi dado. Além disso, o projeto a ser implantado deve se preocupar em interligar Salvador a Costa de Sauípe, "uma vez que as equipes esportivas ficarão na rede hoteleira do Litoral Norte".

Enquanto a platéia, formada, sobretudo, por empresários, políticos e a imprensa local, aguardava ansiosa um anúncio do sistema modal a ser escolhido pelo Governo do Estado, o secretário disse que os projetos apresentados por sete empresas ainda estão em fase de estudo. "Nós temos que pensar não apenas nos visitantes e a sua locomoção durante a Copa, mas sim, no cidadão".

Segundo ele, o BRT é uma tecnologia mais barata para ser implantada e mais fácil de ser elaborada. Para a construção de cada km do BRT, 15 a 20 milhões de reais são gastos. Já o VLT, apesar de custar o dobro do valor por cada Km instaldo, é mais ecológico, mais duradoro e possui maior capacidade de transportar os passageiros.(Curiosamente, cada km do metrô custa R$ 100 milhões, enquanto ciclovias custa 300 a 350 mil reais)

"Tenho minhas dúvidas se a classe média deixará seus carros em casa para pegar um ônibus - sistema BRT. Aí iremos tirar os coletivos das vias para colocar mais carros. Por outro lado, o VLT oferece outra qualidade de serviço e, facilmente, agradará a classe média", argumenta Campello. (grifo nosso)

O titular da SECOPA pontuou ainda que Lauro de Freitas precisa também de um sistema de ciclovia e que os entraves dos limites territórios com a capital baiana também precisam ser solucionado. "A Copa do Mundo não pertence às 12 cidades-sedes. É preciso se extrair benefício para todos os municípios brasileiros", defendeu.


Aeroporto
O titular da SECOPA disse que a estrutura do Aeroporto 2 de Julho atenderá a demanda da Copa do Mundo de Futebol. Cerca de 600 mil pessoas são esperadas no Brasil e, deste total, 60 mil devem visitar a Bahia durante o torneio esportivo. "O aeroporto passará por algumas reformas, mas não podemos perder de vista que o aeroporto passa 18h ocioso por dia. Precisamos pensar em como reordenar o horário de pousos e decolagens", propõe.

Nova Arena da Fonte Nova
Campello diz estar otimista com o andamento das obras de construção da nova Fonte Nova, que deverá ser entregue até junho de 2013. Segundo o secretário, o cronograma das obras em Salvador não estar atrasado. Em todo país, apenas São Paulo e Rio Grande do Norte apresentam problemas na execução dos projetos. A nova Fonte Nova terá capacidade para 50 mil pessoas, sob um modelo multiuso - além do futebol terá shows e demais eventos. A meta é inserir Salvador no circuito internacional de espetáculos e fazer a abertura da Copa.

Selo de qualidade
O secretário diz que estuda, em parceria com a ABNT e o Sebrae, a criação de um selo para atestar a qualidade de empresas e profissionais que irão atuar na Copa do Mundo. A notícia deixou os membros do Rotary bem animados.

Fonte: Blog de Lauro

Entenda mais:
VLT ou BRT? Você decide!
Bicicleta, Metrô, VLT e Trem: é disso que necessitamos.
Poluição que seria gerada pelo BRT na av. Paralela.
o que seria gerada pelo BRT na av. Paralela.
Esta primeira foto é uma visão da av. Paralela na perspectiva de quem defende o BRT, referente a Bogotá - cidade modelo do BRT. Observe-se que o engarrafamente não acaba pois as pessoas não deixam o carro em casa para tomar ônibus.

Já os defensores do VLT querem o canteiro central da av. Paralela preservado, conservando a sua grande beleza natural e convivendo pacificamente com o VLT.

Pesquisa do IPEA indica o VLT, Metrô e Trem como melhor opção

A pesquisa serve tanto como indicador essencial para o setor público estruturar da melhor maneira suas ações, como também uma forma de a sociedade civil entender o que de fato se configura como de interesse comum e quais os fatores mais requisitados ao Estado.

O meio de transporte mais utilizado pelos brasileiros para locomoção dentro da cidade, com pouco mais de 44%, é o transporte  público, sendo este, em geral, o ônibus, seguido pelo transporte por carro, 23,8%, e por moto e a pé com valores similares, 12,6% e 12,3%, respectivamente.

O congestionamento, fator que compromete a ida e vinda dos cidadãos para o trabalho, é percebida com similaridades nas cinco regiões do País, revelando as consequências da qualidade precária dos meios de transportes públicos em conglomerados urbanos.
No âmbito das cidades, a integração de transporte público mais utilizada no dia-a-dia é ônibus/ônibus. 

Investimentos em metrô, VLT – veículo leve sobre trilhos – e trem, que integram e comportam mais pessoas, são mais rápidos e poluem menos, podem ser soluções de melhor qualidade, se não for possível reduzir o contingente e a concentração populacional das metrópoles aferida hoje. Essas alternativas, aliadas ao incentivo do governo para promover novas modalidades de transporte, em substituição aos automóveis e ônibus, diminuiriam o fluxo de veículos, os atrasos, o desconforto da população e a emissão de gases poluentes na atmosfera, beneficiando a saúde pública.


Acesse aqui a pesquisa completa.


terça-feira, 24 de maio de 2011

BRT x VLT não! Caos dos ônibus x Eficiência do VLT/Metrô


O movimento "Eu quero VLT em Salvador" está vencendo a desesperança, depois vencemos o desconhecimento e agora conquistamos voluntários.


Defendemos a adoção da utilização intensiva da bicicleta e do transporte sobre trilhos (VLT - Veículo Leve sobre , Metrô e Trem).                http://vltemsalvador.blogspot.com/


segunda-feira, 23 de maio de 2011

Vereadora Vânia Galvão disse: "Temos o pior sistema de transporte coletivo"

Enquanto o governo e a prefeitura discutem sobre a implantação do BRT (Bus Rapid Transit) ou VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) na capital baiana, a vereadora Vânia Galvão (PT) alerta para a decadência do sistema de transporte público em Salvador. 

“Sempre digo que temos o pior sistema de transporte coletivo. Do país, o pior é esse aqui”, disse em entrevista a Mário Kertész, durante o Jornal do Meio Dia, na Rádio Metrópole, nesta quinta-feira (5/5).

A vereadora criticou todas as condições do sistema atual. “A tarifa é alta, o serviço é ruim... Quem circula de ônibus sabe do que eu estou falando”, afirmou.

Em relação à escolha sobre o novo modelo a ser adotado, ela se mostrou favorável ao VLT – apesar de o chefe da Casa Civil, João Leão, ter dito que haverá a implantação do BRT na Avenida Luis Viana Filho (Paralela). 

“Além de ser um sistema mais econômico, mais duradouro e menos poluente, acho que poderia resolver mais facilmente esse caos”, opinou.

PREFEITO

Durante a entrevista, Vânia Galvão descartou a possibilidade de o PT apoiar a gestão do prefeito João Henrique (PP).  “Já temos decisão de que nos manteremos na oposição ao atual prefeito. Não acredito que a banda municipal do Partido dos Trabalhadores venha a participar da base de apoio do prefeito João Henrique”.

No entanto, a vereadora ressaltou que a oposição será feita de maneira consciente. “Temos consciência dos problemas e, os projetos que vêm para análise, aqueles que entendemos que é do interesse da cidade, não temos que deixar de votar”, ponderou a vereadora.


Fonte: Metrópole FM

domingo, 22 de maio de 2011

VLT ou BRT? Você decide!


"VLT é o meio de transporte que possibilita a integração entre o trânsito, os pedestres e o respectivo modal, sem necessitar de grandes obras de infra-estrutura, pois as paradas têm as mesmas características dos pontos de ônibus e os trilhos são implantados na superfície, em grandes calçadas como as da Av. Paralela e o canteiro central da Av. Bonocô, de modo que, apesar de mais baratos, o BRT não tem como desafogar o trânsito, pois necessita do asfalto para circular, e as vias exclusivas são inviáveis em Salvador, tendo em vista a baixa capacidade de expansão das vias mais congestionadas da cidade, como a Av. ACM e a Paralela."                          Leonardo Coelho Mendes

Bicicleta, VLT, Metrô e Trem: é disso que necessitamos.

O movimento "Eu quero VLT em Salvador" está vencendo a desesperança, depois vencemos o desconhecimento e agora conquistamos voluntários.
Defendemos a adoção da utilização intensiva da bicicleta e do transporte sobre trilhos (VLT - Veículo Leve sobre , Metrô e Trem). Faça parte desta campanha!


Estamos em um momento histórico: teremos VLT ou Metrô AGORA ou não teremos NUNCA MAIS!

Então, faça a sua adesão à campanha "Eu quero VLT em Salvador" e influencie a decisão que será tomada pelo governo do Estado da Bahia para que a nossa cidade tenha um transporte público de qualidade. 
Assine agora o manifesto de apoio ao VLT e Metrô. Participe ativamente do movimento "Eu quero VLT em Salvador"

VLT, simples assim.

O VLT é um sonho que está prestes a se tornar realidade na cidade de Salvador e Lauro de Freitas. A mobilização da sociedade é fundamental para que tenhamos um transporte coletivo de boa qualidade, tal qual existente na Europa e em várias cidades do Brasil.
 

Muito melhor do que o BRT. Não queremos este futuro para a nossa cidade.

Poluição que seria gerada pelo BRT na Avenida Paralela

A cidade de Salvador é grande ofensora do meio ambiente pela emissão de gases tóxicos que causam o efeito-estufa e o tipo de transporte que utilizamos tem grande responsabilidade nisso. Assim, ao invés de usarmos carros particulares, motos e ônibus deveríamos ter o Metrô e o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) e priorizarmos a bicicleta e a caminhada (aproveite a caminhada e vá jogando semente de árvores por onde você passar).


Aspectos negativos da implantação do corredor de ônibus na av. Paralela 
Segundo levantamentos preliminares ficaram constatados vários aspectos negativos que impactariam o meio ambiente e também a funcionalidade da av. Paralela com a implantação do BRT:
1º) Seriam destruídas cerca de 17% da área VERDE do canteiro central da avenida;

2º) A cada 30 dias seriam despejadas 66 toneladas de CO2 no meio ambiente;

3º) A impermeabilização do solo e consecutivo aumento da temperatura ambiente no local causada pela construção da via exclusiva concretada e asfaltada;

4º) Os transtornos no trânsito durante a construção da mesma com a interdição de uma faixa em cada sentido da av. junto ao canteiro central;

5º) A remoção de todo sistema de iluminação ao longo da via composto por postes, luminárias e cabeamento elétrico subterrâneo.

Todos esses problemas serão inexistentes com a implantação do VLT que usará o canteiro central como via com cobertura de grama.

Fonte: http://pregopontocom.blogspot.com/


Assine aqui o manifesto em favor do VLT na av. Paralela.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Retrilhar educando: a consciência move a cidadania.


Retrilhar sempre ampliando a compreensão acerca do valor da diversidade e da valorização dos indivíduos enquanto fonte de afeto para a construção da felicidade.
O Projeto VER DE TREM  comemora  19 anos da partida do trem que saiu  da Bahia  rumo a ECO 92 no Rio de Janeiro,   comemora também o início do debate paciente e determinado em sintonia com a AGENDA 21  destacando a ação local dos moradores por um novo planejamento urbano que oportunize o pleno desenvolvimento do potencial afetivo de todos que compartilham o espaço comum das cidades.

Agir localmente e pensar globalmente tem sido o exercício diário das lideranças envolvidas na defesa do direito de ir e vir e do meio ambiente. O PROJETO VER DE TREM  é a ferramenta desenvolvida pela comunidade para efetivar uma extensão, a partir  do poder originário da cidadania, em direção às diversas instancias de representação social. Estabelecer o consenso técnico que oriente a ação do Estado  na direção do interesse público  é o principal objetivo do PROJETO VER DE TREM.
Estes 19 anos de debate é a garantia social  da opção pelo diálogo que fundamenta ações duradouras como legado democrático para as  futuras gerações.

A Bahia  tem o dever de orientar o debate sobre os rumos da nação brasileira da qual é berço e o PROJETO VER DE TREM  é  a contribuição paradigmática sobre meio ambiente, tecnologia e principalmente sobre democracia enquanto busca constante do bem estar coletivo e respeito a cidadania.

Neste domingo  22 de maio estaremos relembrando os primeiros passos da nossa caminhada e reafirmando a disposição de retrilhar sempre colocando a técnica a serviço da ética, orientados pela AGENDA 21  para efetivar seus comandos estabelecidos pela sociedade mundial.

Agir localmente, pensar globalmente.

Dia 22 de maio de 2011  , domingo, 10 horas.
Local :Ravena , Próximo a Estação Ferroviária de Periperi.

Sua presença é indispensável, você faz parte desta caminhada.

Telefone 3498 2271   E-mail verdetrem@bol.com.br

Fonte: http://projetoverdetrem.blogspot.com/

O BRT de Bogotá não deve ser modelo para Salvador

O BRT de Bogotá na Colômbia é a grande estrela da mobilidade urbana de corredor de ônibus em Salvador proposto pela prefeitura e apoiado pelos empresários de ônibus. Mas não se engane, o sistema é bruto!

Estações e ônibus superlotados, filas e longa espera nas estações, o não cumprimento de horários e os frequentes acidentes são alguns dos problemas comuns do modelo que querem para Salvador. Veja imagens do BRT de Bogotá:
Superlotação nas estações e ônibus

Protestos frequentes devido a deficiência do sistema
Acidentes frequentes
Os cidadãos de Salvador e de Lauro de Freitas querem VLT ou Metrô.
Acesse o manifesto "Eu quero VLT em Salvador" e faça sua adesão à campanha.
Facebook/vltemsalvador
Twitter/vltemsalvador

Matérias interessantes:

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Aprovado o projeto que estebelece diretrizes para sistema cicloviário

A Câmara Municipal de Salvador aprovou na tarde de terça-feira (17), por unanimidade, projeto de lei de autoria do vereador Gilmar Santiago (PT), que estabelece diretrizes para a criação do Sistema Cicloviário do Município de Salvador. A proposta pretende viabilizar o uso de bicicletas para o transporte urbano, contribuindo para o desenvolvimento da mobilidade sustentável ... Leia mais


Fonte: Página de internet do Vereador Gilmar Santiago.


Matéria relacionada: Governo do Chile estimula a utilização de bicicletas.

Postagens populares