Páginas

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Projeto de lei de rodízio de carros em Salvador

O trânsito intenso gerado pelo excesso de veículos nas ruas dos grandes centros urbanos é uma realidade. Em Salvador, visando atenuar o problema, o vereador Batista Neves (PMDB) está propondo, por meio do Projeto de Lei nº 86/11, que o Executivo Municipal implante um Programa de Restrição ao Trânsito de Veículos Automotores.

A medida, segundo o vereador Batista Neves, objetiva melhorar as condições do trânsito por meio da redução do número de veículos em circulação nas vias públicas, de segunda às sextas-feiras, exceto feriados.

O autor da matéria acrescenta que o programa, em caráter experimental, será regido por norma regulamentadora e os dígitos finais da placa policial serão fundamentais para a implantação da medida.

Conforme o projeto, a restrição ao trânsito não se aplicará às motocicletas e similares. Também não atingirá os transportes coletivos e de lotação, os táxis, os transportes escolares, os veículos em serviços essenciais e de emergência e os carros com mais de três passageiros.

“Apesar da enorme frota crescente em Salvador, cerca de 60 mil novos carros por ano, verifica-se que a ocupação por carro é baixa, com média de um passageiro e meio por veículo”, justifica o vereador Batista Neves. Ele acrescente “a precariedade do sistema de transporte público e o modelo pelo transporte individualizado”.


Prepare-se para andar de ônibus em Salvador. Para evitar isso, apóie o VLT:

Apoio ao movimento "Eu quero VLT em Salvador"

O movimento "Eu quero VLT em Salvador" é formado por profissionais, estudantes e aposentados que oferecem voluntariamente a sua energia e dedicação pela melhoria da qualidade do transporte da cidade de Salvador e Região Metropolitana. Não possui ligação com corrente política ou com políticos, aceita a todos aqueles que estejam apoiando a causa do transporte sobre trilhos (Metrô, Trem ou VLT - Veículo Leve sobre Trilhos) e não possui recursos financeiros para patrocinar as suas ações.

Os nossos objetivos visam inicialmente a adoção do Metrô ou VLT na av. Paralela e Lauro de Freitas, um investimento permanente para as cidades, e trabalhamos segundo algumas premissas:
- Fomentar a esperança a uma sociedade que já não crê na possibilidade de ter um transporte público de qualidade;
- Existindo esperança, as pessoas poderão ter o conhecimento sobre as vantagens do transporte sobre trilhos (Metrô, Trem ou VLT) comparando com as desvantagens do modelo vigente baseado no ônibus. O direito ao conhecimento é negado pelos entes públicos que não se empenham em informar às pessoas sobre o modelo de transporte que será adotado na av. Paralela e Lauro de Freitas, agravado pelo fato de que os grandes meios de comunicação de massa da cidade venderam o espaço jornalístico como publicitário para os empresários interessados no assunto.
- Havendo esperança e conhecimento resta mobilizar a sociedade para que esta se manifeste publicamente, de diversas formas, a sua necessidade e o desejo de ter transporte público de qualidade e, consequentemente, uma cidade sem engarrafamentos.

Temos o manifesto em abaixo-assinado, você pode contribuir com isso, mas somente assiná-lo é pouco diante do que é necessário para conquistarmos o Metrô ou VLT em nossa cidade. Necessitamos de braços forte, mentes pensantes e energia no coração. Precisamos de profissionais de todos os tipos que contribuam com a causa, participando ativamente. Apresente-se pelo e-mail vltemsalvador@gmail.com e diga como você pode contribuir com o movimento "Eu quero VLT em Salvador". 


Divulgue o nosso blog: http://vltemsalvador.blogspot.com/
Assine agora o manifesto.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Audiência Pública

Audiência pública sobre Mobilidade Urbana e Política integrada de mobilidade na Região Metropolitna de Salvador - Local Auditório da Câmara de Vereadores (ao lado da Prefeitura) - Amanhã, sexta-feira, 29/4 - 9h.


Seminário Mobilidade Urbana: Transporte, Trânsito e Sustentabilidade.

Sábado, 30 de abril, 14h - GRANDE HOTEL DA BARRA (Porto da Barra).


Participantes:
- Osvaldo Campos Magalhães: Engenheiro, especialista em transportes, consultor da FIESP.

- Ney Campello: Secretário Estadual Extraordinário para Assuntos da Copa do Mundo na Bahia 2014.

- Francisco Ulisses: Mestre em Urbanismo, arquiteto, técnico senior de Transportes da
Prefeitura de Salvador;

- Horácio Brasil: Engenheiro Civil Ufba, mestre em Transportes pelo IME. 

- Gilson Cunha: Presidente da Associação de Bicicleteiros da Bahia.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

A péssima qualidade do transporte público em Salvador

Reportagem mostra os ônibus lotados e passageiros pendurados. Esta é a dura realidade de nossa cidade. Chega de ônibus como principal meio de transporte da cidade. Eu quero Metrô, Trem, VLT e bicicleta em Salvador.

Assista agora

Agora, assine o manifesto em favor da campanha "Eu quero VLT em Salvador"

Bicicletada Salvador - Massa crítica

A Massa Crítica não luta simplesmente para que se respeite, nas ruas, o usuário de bicicleta como meio de transporte. Lutamos por cidades onde os seres humanos sejam respeitados. Lutamos por transporte público de qualidade, tarifas mais baratas, contra a máfia dos ônibus. Queremos a articulação entre os diversos modos de deslocamento pela cidade.


A cidade é de todos. A mobilidade urbana é um direito de todos.


Assine aqui o manifesto em favor do movimento "Eu quero VLT em Salvador".

terça-feira, 26 de abril de 2011

Estudantes de arquitetura da UFBA explicam o VLT

Anda sendo discutido em Salvador sobre o projeto de mobilidade urbana onde a prefeitura de Salvador quer ampliar o BRT para a avenida Paralela. Está tendo uma grande mobilização de estudantes e outros, na cidade, contra o BRT em Salvador.  Para que se entenda melhor vamos explicar a diferença entre o BRT e o VLT.
Veja o material completo.
Assine o manifesto de apoio ao VLT

domingo, 24 de abril de 2011

"Eu quero VLT em Salvador", a campanha que conquistou o mundo

O desejo de que a Região Metropolitana de Salvador esteja bem servida por transporte de qualidade baseada em trilhos (Metrô ou VLT) ultrapassa os limites da cidade de Salvador e nos surpreende o seu alcance. Dados de visitas ao blog vltemsalvador.blogspot.com indicam acesso constante de pessoas dos seguintes países, além do Brasil: Estados Unidos, Reino Unido, Chile, Portugal, França, Alemanha, Canadá, Espanha, Bélgica, México, Irlanda, Suíça e Angola. Em poucos dias de lançada a campanha "Eu quero VLT em Salvador" já conquistamos 3.140 assinaturas ao manifesto e o blog teve 5.800 acessos. Mas o ativismo não está restrito ao mundo virtual, o movimento "Eu quero VLT em Salvador" é um movimento do mundo real em que as pessoas se reúnem fisicamente e utilizam a internet como meio de comunicação.
Mas, ainda há uma barreira muito grande a ser vencida: a grande mídia da Bahia (alguns dos que viajaram a Bogotá convidados pelo Sindicato das Empresas de Ônibus). Assim, sugerimos que as pessoas imprimam os nossos cartazes e publiquem em quadros de aviso de empresas, condomínios e outros locais públicos, conversem com as pessoas que não acessam constantemente a internet, colem aviso no vidro ou párachoque dos carros já que não há tempo suficiente para a confecção de adesivos etc. Tudo isso tem o efeito multiplicador de que necessitamos para mobilizar a sociedade baiana, brasileira e mundial a favor da campanha "Eu quero VLT em Salvador".

Acesse aqui o manifesto e apóie a campanha "Eu quero VLT em Salvador".

sábado, 23 de abril de 2011

Sexta-feira santa com mamãe

Hoje faz praticamente duas semanas que iniciamos o movimento “Eu quero VLT em Salvador”, eu e duas pessoas que possuem blogs sobre o assunto (http://mobsalvador.blogspot.com/ e http://pregopontocom.blogspot.com/).

E estes dias têm sido muito intensos, dedicação prioritária ao movimento “Eu quero VLT em Salvador” em reuniões presenciais e ações de divulgação na internet. Resolvi aproveitar o dia de hoje para descansar e almoçar com mamãe uma maravilhosa moqueca de peixe com feijão de leite e arroz doce, perfeita!

Quando conversamos perguntei-lhe se ela sabia do movimento social que eu estava participando e ouvi que não entendia o que eu estava fazendo.

Comecei a explicá-la sobre o projeto do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) na av. Paralela, passei o vídeo do youtube que mostra situação na França e, ao final, ela me disse:
- Ah! o bostético do apresentador de televisão que dá tapa na mesa falou mal do bonde, disse que era coisa de maluco.
- Provavelmente ele deve ter amizade com os donos dos ônibus, minha mãe.
- E o prefeito de Salvador já viu este filme?
- Não sei, minha mãe. Mas com certeza ele sabe que o VLT é o melhor para a cidade de Salvador, apesar disso apóia o corredor de ônibus. Ele diz que é por causa da Copa em 2014, mas sabe também que isso não é verdade.
- E vai dar tempo de estar pronto o bonde para a Copa em 2014?
- Tudo indica que sim, minha mãe. E se não der não há problema, estima-se que vamos receber 40.000 visitantes enquanto que no carnaval recebemos 800.000 e tudo funciona bem.
- Olhe, meu filho! Eu não agüento mais estes ônibus como estão e o engarrafamento da cidade. O bonde é melhor, meu filho. Coloque meu nome aí neste abaixo-assinado para o Governador ver.

Me emocionei!

Assine aqui o manifesto em favor do VLT.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

70 Km de engarrafamentos na saída de Salvador

Registrou-se hoje, quinta-feira, 70 km de engarrafamento de carros e ônibus na saída de Salvador. Isso demonstra que a matriz de transporte do Estado da Bahia está equivocada, privilegiando veículos particulares e ônibus ao invés de transporte sobre trilhos (Metrô, VLT e trem). 

Por esta e outras razões é que defendemos o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) na av. Paralela. Veja reportagem do jornal A Tarde sobre o engarrafamento.
SP, cidade de carros, melhor seria ter transporte sobre trilhos.

Eu quero VLT em Salvador


Assine aqui o manifesto de apoio ao VLT em Salvador

Saiu na imprensa

A campanha "Eu quero VLT em Salvador" caiu no gosto popular. As pessoas pararam de imaginar que o corredor de ônibus - modelo proposto pelos empresários de ônibus e apoiado pela prefeitura de Salvador e por políticos que não enxergam um palmo além da Copa de 2014 - já estava decidido. Sorte nossa a prefeitura não ter capacidade financeira de bancar o projeto o que nos leva a refletir sobre que tipo de administradores temos para a cidade de Salvador.

Vejam como a sociedade baiana já diz em alta voz: "Eu quero VLT em Salvador":


- Vereador Gilmar Santiago - Porque o VLT é melhor para Salvador
             Excelente conteúdo, parabéns Vereador Gilmar Santiago. Texto completo, clique aqui.

"... O que está em disputa não é apenas saber se é BRT ou VLT. Acredito não restar dúvida que o sistema ferroviário, transporte sobre trilhos, é a melhor opção. Mas saber isto é só o começo. A questão é como gerir as transformações na direção da cidade sustentável.

 O lobby que as empresas de ônibus fazem em prol do BRT, inclusive financiando publicações, visa nos oferecer mais do mesmo. O VLT pode representar não apenas mudança na paisagem, quem sabe aproximando Salvador da imagem da tradicional cidade de bondes como foi até há algumas décadas.

Os veículos leves sobre trilhos para transporte em massa de passageiros são muito mais baratos que os metrôs e tem muitas vantagens em comparação ao sistema de ônibus sobre rodas.

Tal como está sendo vendido o BRT é o velho e conhecido ônibus, transporte sobre rodas, com algumas melhorias. Os maiores interessados nesta solução, naturalmente, são os donos das empresas de ônibus. É preciso que os demais interesses da cidade sejam postos na mesa e feita uma avaliação adequada de como vamos gerir todo o sistema, de modo a garantir investimentos nos lugares certos..."

- Vereadora Andréa Mendonça pede que Secretário avalie o VLT
              A matéria é antiga, mas demonstra que a Vereadora Andréa Mendonça defende o transporte sobre trilho há tempo. Parabenizamos também a Vereadora Andréa Mendonça pela excelente atuação de divulgação dos benefícios do VLT nas redes sociais. Veja a matéria.

- Senador Walter Pinheiro apóia o VLT há tempo
              Parabenizamos o Senador Walter Pinheiro que apóia o VLT publicamente há muito tempo, com farta declaração sobre o tema em toda a mídia. Leia o texto.

- Vereadora Marta Rodrigues, Presidente do PT municipal, quer o VLT.
              “... (O VLT) é uma modalidade que traz muito mais vantagem. Além da questão do meio ambiente (é menos poluente), a integração intermodal com os trens, metrô e ônibus é feita de uma maneira mais eficiente."   Texto completo.

- Deputado Yulo defende o VLT
              Sugeriu que a Campanha da Fraternidade defenda como alternativa de mobilidade urbana para Salvador a utilização do Veículo Leve sobre Trilho (VLT), em detrimento do sistema BRT (corredores de ônibus). Acesse o conteúdo.

- Turma de arquitetura 2011 - UFBA - Saibam do BRT/VTL 
             Muito bom material explicativo sobre o tema, bastante explicativo. Ao final, o cartaz da campanha "Eu quero VLT em Salvador". Esparamos ver este cartaz publicado nos murais de todos os centros de estudos de Salvador, Lauro de Freitas, Camaçari e Simões Filho. Acesse o blog.

Acesse o manifesto em defesa do VLT em Salvador para que possamos desfrutar de transporte sobre trilhos de qualidade. Leia, assine aqui e participe deste movimento que enxerga Salvador muito além da Copa de 2014, já temos 2.800 assinaturas em quase duas semanas de coleta.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Cuiabá, um exemplo a ser seguido por Salvador.


Cuiabá se libertará do ônibus como principal meio de transporte urbano e adotará o transporte sobre trilhos baseado no VLT (Veículo Leve sobre Trilhos). Está evidente que lá está se pensando na mobilidade urbana da cidade para décadas, diferentemente de alguns políticos de Salvador que não conseguem enxergar um palmo além da Copa de 2014. Eu quero VLT em Salvador!


Assine o manifesto em apoio à implantação do VLT em Salvador e Lauro de Freitas.

Fazendo a coisa certa

Excelente comentário publicado no jornal A Tarde (19 de abril, caderno 1, folha 2) enfatizando os acertos do Secretário de Planejamento do Estado, Zezéu Ribeiro. Entre as abordagens, o autor Paulo Azevedo cita as mazelas do BRT e as vantagens do VLT para a cidade de Salvador:


  

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Vídeo bastante elucidativo, você vai dizer: "Eu quero VLT em Salvador"


Agora, assine o manifesto da campanha "Eu quero VLT em Salvador".

Transporte sobre trilhos (Metrô/VLT) em Salvador, atraso a recuperar

Fizemos uma pesquisa na internet referente a algumas das cidades mais bem equipadas do mundo quanto à mobilidade urbana de massa e encontramos o transporte sobre trilhos como sua essência.

Mapa do Metrô de Barcelona.

Mapa do Metrô de Londres. 

Mapa do Metrô de Paris.

E pesquisamos o mapa do Metrô de Salvador (encontrado na internet como se realmente existisse).

Agora, imagine se um turista chegasse aqui em Salvador com o mapa do Metrô nas mãos e encontrasse isso:

Não queremos mais ônibus, queremos transporte de qualidade: "Eu quero VLT em Salvador". Participe ativamente desta campanha, o momento é crítico e decisivo, não deixe que os interesses políticos e empresariais vençam a modernidade, a lógica, a decisão ecologicamente correta, o conforto, a eficiência etc. A primeira grande dificuldade é vencer a desesperança, vencida a desesperança cabe vencer o desconhecimento, vencida a desesperança e o desconhecimento fica fácil conquista voluntários para a causa do VLT e do Metrô. 


Peça para ser nosso amigo no facebook/vltemsalvador
Siga-nos no twitter/vltemsalvador
Veja nossos vídeos no youtube/vltemsalvador 

Matérias interessantes:

domingo, 17 de abril de 2011

Passagem mais barata com o VLT do que com o corredor de ônibus

A guerra de preços e de nervos entre os grupos empresariais que defendem a implantação do Veículo Leve sobre Trilho (VLT) e do Bus Rapid Transit (BRT) teve lances interessantes após as declarações do diretor-presidente T’Trans, Massimo Giovina-Bianchi, segundo o qual o preço da passagem do VLT pode ser "até 10 vezes mais barata do que a de do BRT.
 
Segundo Bianchi, a tarifa do VLT nas cidades americanas, como Dallas e Denver, custa entre US$ 0.48 e US$ 1.88, respectivamente. Enquanto a passagem do BRT, nas mesmas cidades, é de US$ 4.15 e US$ 2,6, respectivamente. 

Os dados foram apresentados durante entrevista coletiva concedida hoje pelos representantes da T'Trans, logo após reunião com o governador em exercício, Chico Daltro (PP), e o presidente da Assembléia Legislativa, deputado José Riva (PP). 

A diferença nas passagens está relacionada ao tempo de troca da frota, sustenta o diretor da T'Tran. Isso porque, o tempo útil do ônibus do BRT é, em média, de sete anos, enquanto o VLT dura até 30 anos. "O custo da compra desses ônibus e da manutenção estará embutido nas passagens e é o cidadão que paga", assegura. 

O  estudo comparativo entre o VLT, BRT e Diesel Multiple Unit (DMU), que seria o VLT movido a diesel, foi outro lance interessante na guerra de nervos que vem sendo travada nos bastidores entre "veeletistas e beerretistas". 

Ele deu todas as garantias de que o VLT é o sistema mais adequado para Cuiabá e afirmou que o corredor de ônibus está ultrapassado. 

Além disso, garante Massimo Bianchi, o VLT seria até 30% mais rápido do que o BRT, pois o sistema de trilhos tem vantagem no tempo de parada dos ônibus. Outro aspecto levado em consideração é a capacidade de passageiros em cada um dos veículos. O ônibus tem comporta apenas 163 passageiros, enquanto o trem consegue chegar a 500 pessoas. 

O VLT também é de fácil acesso e tem sistema automatizado, com a opção de aumento na capacidade de passageiros, pois possui sistema de acoplamento, podendo acrescentar até dois bondes. 

O empresário apresentou as vantagens do sistema de trilhos atestando a seguridade do modal, principalmente, na redução de acidentes, devido à segurança na condução do veículo que possui um sistema que permite uma integração maior com o trânsito. 

Outro ponto positivo é a durabilidade dos ‘bondes’ do VLT que duram até 30 anos, enquanto os ônibus do BRT exigem a troca a cada sete anos, encarecendo ainda mais o sistema. Para Massimo, o sistema de corredor de ônibus possui a vantagem de servir como um alimentador do sistema estrutural de capacidade mediana. 

Por outro lado, os empresários que defendem a implantação do BRT garantem que a passagem não deve passar de R$ 1,00. No entanto, a informação foi quesitonada pelo deputado José Riva (PP), que alegou que estariam omitindo dados como a troca da frota, que deverá estar incluso.

Além disso, outro fato que deve ser levado em consideração é de que a obra do BRT, avaliada em quase R$ 500 milhões, deverá ser executada pelo Estado e repassada para uma empresa administrar. Enquanto, a construção do VLT deverá ser feito por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP).

Fonte: http://www.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?edt=25&id=169368   Por Alline Marques


Assine o manifesto em defesa do transporte público de qualidade na Região Metropolitana de Salvador

sábado, 16 de abril de 2011

Excelente matéria do jornal Bahia Já

A página de internet Bahia Já - http://www.bahiaja.com.br/noticia.php?idNoticia=35312 - está de parabéns em expor a sua independência dos patrocinadores do silêncio que afeta alguns meios de comunicação da Bahia quando o assunto é expor as vantagens do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) diante do corredor de ônibus defendido pelo prefeito de Salvador e apoiado pelo Sindicato das Empresas de Ônibus de Salvador.

Em excelente matéria, o jornal Bahia Já expõe detalhadamente a história da cidade de Salvador no que concerne a mobilidade urbana, o que foi feito, o que se deixou de fazer, a equivocada defesa do BRT, e a necessidade de definição do VLT para a cidade de Salvador. Coletamos algumas pérolas desta matéria:

"Ocorre que interesses privados, nem sempre se confundem com interesses coletivos, já que não é seu papel, necessariamente, defendê-los. Porém, o poder público tem obrigação de atuar em busca de soluções que permitam maximizar a apropriação pública dos investimentos em infra-instrutora."


"A desculpa de prazo ou de valor de investimento comparando-se esse ou aquele modal reveste-se como pano de fundo para justificar a decisão, que se não houver responsabilidade e compromisso, mais uma vez, não será a melhor para os soteropolitanos.


Já assistimos a esse filme em outros momentos e todos sofrem com os equívocos das decisões do passado. Vamos lutar pelo VLT, utilizando como preconizado, o canteiro central da Avenida Paralela. Não foi para postos de combustíveis que o canteiro central foi concebido. Já basta o absurdo que foi feito com a via exclusiva do corredor da Av. Bonocô, que foi desprezado e construído uma via elevada, sem nenhuma justificativa técnica convincente. Não é possível que na Bahia o absurdo continue a prevalecer sempre."


A matéria completa pode ser acessada aqui.
Leia o manifesto "Eu quero VLT em Salvador" e o assine,  clique aqui.

Lauro de Freitas quer o VLT



Através da indicação nº 047/2011 aprovada pela Câmara Municipal de Lauro de Freitas, os vereadores solicitam à Prefeita Municipal que efetue gestões junto ao Governo do Estado da Bahia para que a solução de transporte de massas a ser adotada para o “corredor metropolitano” de Lauro de Freitas seja a do “Veículo Leve sobre Trilhos” (VLT) e não o “Bus Rapid Transit” (BRT).

O Vereador Antônio Rosalvo defende na justificativa da indicação que a implantação do VLT, reconhecidamente superior ao BRT, é da mais alta relevância para o transporte público da Região Metropolitana de Salvador (RMS) e a sua escolha não pode ficar sujeita ao cumprimento de prazos da Copa 2014.

"Esta Casa Legislativa defende que a solução de transporte de massas na RMS, que já chega tardiamente, deve ter como horizonte prioritário o benefício da população e não de eventuais turistas que venham assistir os jogos da Copa do Mundo em Salvador", anota o Presidente da Câmara.

Antônio Rosalvo destaca que o BRT, nada mais é que um corredor de ônibus, representa uma solução técnica ultrapassada em todo o mundo, bem mais poluente que o VLT, muito menos confortável para os usuários e de vida útil muito inferior."Até mesmo em nosso País e em outras capitais do Nordeste é o sistema do VLT que está sendo implantado. Está em questão a qualidade do serviço de transporte oferecido aos munícipes, mas também a qualidade da aplicação de dinheiro público", alerta Rosalvo.

Para o Vereador, a implantação do corredor de ônibus, em detrimento do VLT, tem ainda o potencial de não conseguir retirar das ruas a quantidade de veículos particulares que seria necessário para preservar mínimamente a viabilidade do trânsito em nosso Município, sendo esse um dos objetivos primordiais do sistema de transporte de massas.

Fonte: Câmara Municipal de Lauro de Freitas. 

Benefícios do sistema metroferroviário

O desenvolvimento sustentável vai muito além do que plantar árvores, reutilizar água, economizar energia e reciclar lixo. A definição mais aceita para a sustentabilidade é o desenvolvimento sustentável capaz de suprir as necessidades atuais, sem comprometer as futuras gerações.

O setor metroferroviário é diferenciado, pois é procurado por milhões de pessoas todos os dias, é mais seguro, mais rápido e menos poluente, pois emite menos dióxido de carbono (CO2) que os ônibus.

Os cidadãos das grandes metrópoles utilizam muito mal suas opções de transporte público e aceitam passivamente o domínio do setor rodoviário, principalmente o automóvel, que é cada vez mais privilegiado, por meio de incentivos fiscais e tributários. O resultado todos conhecem: alto consumo de derivados do petróleo e álcool, poluição sonora e atmosférica, estresse, perda de tempo e baixa qualidade de vida para a população, congestionamentos e acidentes.

Segundo o site Brasil Ferrovia, na cidade de São Paulo, a frota de veículos responde por 70% da poluição da cidade. Uma situação caótica e que tende a piorar, visto que, a cada meia hora, entra em circulação mais um carro nas vias da cidade, agravando as dificuldades de deslocamento e mobilidade urbanos.

Fica então evidente que uma das soluções é o transporte sobre trilhos, pois esse sistema ajuda a diminuir a poluição dos centros urbanos. A energia elétrica, principal combustível dos sistemas metroferroviários modernos, configura-se uma fonte de energia renovável e limpa, quando comparada aos combustíveis derivados de petróleo. Se forem observados todos os aspectos e benefícios citados, os sistemas sobre trilhos têm uma grande contribuição a dar para as cidades, proporcionando mais qualidade de vida para os seus cidadãos.

Fonte: www.cbtu.gov.br

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Divulgação do manifesto "Eu quero VLT em Salvador"

Outro meio de comunicação digital da Bahia divulgou a manifestação popular em defesa do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), desta vez foi o Blog Bahia na Rede que utilizou fotos do VLT em cidades nordestinas para demonstrar que a simplicidade do VLT está bem pertinho de nós, apesar de ser uma realidade em 253 cidades da europa.

Veja a matéria publicada.

Acesse o manifesto e o abaixo-assinado.

Cuiabá deixa o BRT no passado e escolherá o VLT

Cuiabá resolveu alterar o caderno de compromissos do Governo de Mato Grosso com a FIFA e no lugar do BRT o Governo quer colocar o Veículo Leve sobre Trilhos, o VLT.

“O VLT é um projeto ecologicamente correto, reduzindo a queima de combustível e a poluição, ficando centenas de carros de passeio nas estações, usando menos ônibus, com deslocamento rápido, seguro e confortável para a população”, disse o Dep. José Riva, presidente da Assembléia Legislativa do Mato Grosso, que também disse: “Defendo um modelo moderno, ágil e com preço acessível aos usuários. Não sei qual o melhor, mas sei que o BRT é o pior”

Atualmente no Brasil existem mais de 20 projetos em estudo ou implantação de VLT. Entre as capitais estão Maceió, Recife, Crato, Juazeiro do Norte – o chamado “Trem do Cariri”, Natal, Salvador, João Pessoa, Vitória, Goiânia, Florianópolis, Brasília, ABC Paulista, Litoral Paulista e São Paulo com diversos trechos para interligação com o metrô.

Manifesto e abaixo-assinado


Eu quero VLT em Salvador


Salvador passará por um momento histórico de mobilidade urbana na av. Paralela quando, no próximo mês, o Governo do Estado da Bahia escolherá entre dois modelos de transporte urbano de massa: o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), que representa a modernidade e a eficiência, e o BRT, sigla em inglês criada para dar um ar diferente ao corredor de ônibus que ainda existe na cidade, que representa a manutenção de um modelo de transporte baseado em ônibus já ultrapassado e saturado.

O VLT é capaz de transportar até 750 passageiros por veículo de modo seguro, rápido (velocidade de 70km/h), confortável, utilizando energia limpa, com câmeras de segurança em todos os lugares - o que leva à menor probabilidade de assalto, conservando o verde da av. Paralela – com a instalação dos trilhos sobre a grama, com pontualidade - pois será mais automatizado, e integrado ao futuro metrô de Salvador.

Enquanto isso, o BRT transportaria somente 160 passageiros por ônibus, lento (até 30km/h), poluidor - necessita queimar milhares de litros de óleo diesel diariamente prejudicando o meio ambiente e elevando o calor em nossa cidade, e necessitaria reduzir o canteiro central da av. Paralela construindo com asfalto mais duas pistas. Sem falar na insegurança dos constantes assaltos a ônibus - gravíssimo problema que assusta quem utiliza o ônibus e que, certamente, será um fator contra a decisão da classe média de deixar o carro em casa e passar a utilizar o transporte de massa. Com o BRT, sistema patrocinado pelos empresários de ônibus, a cidade continuaria refém dos constantes aumentos do valor da passagem de ônibus e das interrupções das vias de acessos para protestos.

Centenas de cidades no mundo testaram e aprovaram o VLT, sobretudo as cidades européias e até mesmo no Nordeste do Brasil como Fortaleza, Juazeiro do Norte e Crato no Ceará, Recife e Maceió. São cidades que apostam no transporte público de qualidade para seus cidadãos.

O BRT, cada vez mais ultrapassado, ainda é utilizado em cidades de países subdesenvolvidos, como Bogotá, na Colômbia e Cidade do Cabo, na África do Sul. Para difundir o BRT o Sindicato dos Empresários de Ônibus de Salvador financiou a ida de vários jornalistas a Bogotá com tudo pago, isso demonstra o investimento que tem sido feito na mídia baiana pelo BRT. 

A definição pelo VLT é apenas um começo para o estabelecimento de um novo modelo de transporte que alcançará as cidades de Salvador, Lauro de Freitas e Camaçari, enquanto que o BRT chegaria apenas ao aeroporto de Salvador. O investimento inicial no VLT é maior, mas o custo de manutenção mensal é menor – o que poderá tornar o valor da passagem mais barata. Os benefícios do VLT são infinitamente superiores ao BRT. 

Participe deste movimento, faltam poucos dias, acesse o blog na internet – vltemsalvador.blogspot.com - participe das mobilizações que serão organizadas, convide a sua família, os seus amigos, colegas de trabalho, vizinhos e desconhecidos. Procure o(a) seu(sua) vereador(a) e deputado(a), diga-lhe que você quer o VLT. Vamos fazer uma corrente do bem pelo VLT. Por fim, assine o nosso abaixo-assinado.



Facebook/vltemsalvador
Twitter/vltemsalvador

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Frase de dia

"Sou Engenherio Civil e fui Superintendente de Engenharia de Tráfego em Salvador durante quase 4 anos e considero que a solução do BRT é o maior retrocesso para a melhoria do transporte público da cidade. É inexplicável."
Raimundo Paiva De Castro Marques Filho

Acidente com ônibus no BRT de Salvador - Vítimas em estado grave.



Passageiros de três ônibus que fazem transporte coletivo em Salvador, foram atendidos pelo Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu), após os veículos se envolverem em um acidente, na região de transbordo do Iguatemi, no fim da tarde desta quinta-feira (14).
De acordo com a Superintendência de Trânsito e Transporte da capital (Transalvador), o acidente foi um engavetamento na via exclusiva de ônibus que dá acesso a Estação de Transbordo do Iguatemi. A Secretaria de Saúde do Município (SMS) informou que são 16 vítimas, a maioria com ferimentos levos.

Segundo a SMS, seis ambulâncias do Samu prestaram atendimento no local. Cinco vítimas foram encaminhadas para o Hospital Geral do Estado (HGE), e onze para postos de saúde de Salvador. Ainda de acordo com a secretaria, dois dos feridos podem estar em estado grave. Um deles teve uma fratura exposta no fêmur e o outro uma lesão na médula.
Segundo a Transalvador, os ônibus foram retirados do local e o trânsito flui normalmente. O órgão de trânsito registrou, nesta quinta-feira (14), oito acidentes, com 16 feridos e nenhuma vítima fatal. Segundo a Transalvador, devido a chuva que cai na capital baiana no início desta noite, as principais vias da cidade estão com fluxo intenso.
Fonte: G1

Frase de dia

VLT em Salvador é a alternativa mais inteligente para o trânsito desta cidade, e representa - ainda que tardiamente - uma mudança de mentalidade na forma de se gerir política de transporte urbano nesta capital. Espero realmente que o bom senso prevaleça e que a decisão reflita os reais anseios da população Soteropolitana por um transporte mais limpo, ágil, econômico e seguro
Hugo Romano da Cunha

Frase do dia

"Não há como negar a total incapacidade de discernimento dos defensores de um modelo (de transporte) ultrapassado, sujo e arcaico, em detrimento de um modelo moderno, confortável e sustentável. Ah, talvez sejam os interesses financeiros um tanto quanto obscuros que tanto permeiam nossa fauna política."
Paulo Roberto Argolo de Souza

Em Salvador está tudo parado, mas em Feira de Santana...



Em Salvador está tudo parado: o engarrafamento tomou conta da cidade e algumas pessoas já se acostumaram com o aumento da passagem de ônibus e estão conformadas com a péssima qualidade do serviço recebido e a inexistência de planejamento eficaz do sistema de transporte coletivo por parte da Prefeitura.

E por falar em Prefeitura, lá só se pensa em ônibus e nada mais. A ideia é a seguinte: destruir todos os canteiros centrais da cidade - da av. Paralela e da av. Vasco da Gama - confirmar que não foi deixada nenhuma árvore viva, passar asfalto em tudo, ceder o espaço para ônibus super-lotados com tarifas de país de primeiro mundo e serviço de quarto mundo, fazer uma grande campanha de marketing com agências de propaganda caríssimas e com muitos efeitos especiais para fazer parecer que Salvador é bem administrada, e por fim chamar tudo isso de BRT.

Mas em Feira de Santana tudo é diferente. Lá, as pessoas estão inconformadas, saem às ruas para se mobilizarem e exigirem preço justo e qualidade do serviço de transporte coletivo. Imaginem se elas pudessem lutar hoje pelo VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) em Feira de Santana: aí sim que seria uma verdadeira vitória do povo.

Mas os soteropolitanos ainda podem mudar esta triste realidade que está vivendo com a primazia dos ônibus. Um dos caminhos é se engajar no movimento "Eu quero VLT em Salvador" e exigir um transporte público digno para pessoas, não para animais.

Apóie o manifesto com este abaixo-assinado.

Veja o que está acontecendo em Feira de Santana (http://revoltabuzufsa.blogspot.com/)

Inscreva-se no movimento e participe das reuniões, envie um e-mail para vltemsalvador@gmail.com

Frase de dia

"Só a organização coletiva pode impulsinar uma revolução no transporte público de Salvador. Que vergonha, João Henrique."
Gilmara Silva Oliveira

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Frase do dia

"O VLT é realmente a melhor e mais inteligente opção. Nao sei de onde esses empresários de ônibus tiraram a idéia de que, financiando esses folhetos e essa publicação na mídia a favor do BRT, iriam conseguir nos enganar."
Daniel Rabelo do Vale

Plano da Prefeitura de Salvador para os dias da Copa em 2014

Uma fonte segura nos informou, mas pediu segredo: feriado escolar e ponto facultativo nas repartições.


Entrevista à Rádio Band News FM


Assine o nosso manifesto e participe da campanha "Eu quero VLT em Salvador".

Comentário de Samuel

Queremos estimular o debate no blog que defende os transportes sobre trilhos em Salvador e Região Metropolitana. Passaremos a evidenciar alguns comentários inseridos aqui e no abaixo-assinado.

"Pessoal, Acho que os governantes não estão muito interessados em melhorar o transito para a Copa, principalmente porque deveremos ter no máximo uns 3 joguinhos aqui na nossa Arena !! kkk. Como disse nosso amigo, a quantidade de gente que vem para o carnaval é bem maior do que se espera para a Copa, e mesmo assim tudo funciona. (Aeroporto, Hotéis, Transporte e outras coisitas mais). Então acho que deve haver algum interesse de empresários de empresas de transporte para que a solução do BRT se concretize. Pelo que vejo de obras em SSA, o projeto vai ser alargar em mais uma faixa na paralela, colocar aqueles gelinhos luminosos e falar que é via exclusiva de ônibus. Vi uma reportagem da proposta da Construtora Queiroz Galvão falando do monotrilho suspenso, no que ela informa que entrega no prazo e que as obras não iriam interferir a continuidade do transito caótico de SSA. A revista Vilas Magazine (www.vilasmagazine.com.br) tem uns vídeos de mobilidade usando o VLT. Pessoal, não vamos deixar o BRT vencer, já que o sistema é antigo, poluente e não vai resolver nossos problemas de mobilidade. Samuel"

Assine aqui o manifesto e declare a sua opção pelo VLT, Metrô e Trem. Faça parte do movimento "Eu quero VLT em Salvador".
Facebook/vltemsalvador 

Orkut/vltemsalvador 
Twitter/vltemsalvador
vltemsalvador.blogspot.com 
vltemsalvador@gmail.com

Cuiabá também quer VLT

A viabilidade do VLT para Cuiabá, em verdade, já foi comprovada anteriormente por um estudo realizado pelo estrategista Bento de Souza Porto. A indicação para implantação do Veículo Leve sobre Trilho ou metrô de superfície, foi recomendada pela Empresa Brasileira de Transporte Urbano (EBTU) no corredor da Prainha até o CPA em primeira prioridade e em segunda na Avenida Fernando Correa da Costa.

“O VLT é um projeto ecologicamente correto, reduzindo a queima de combustível e a poluição, ficando centenas de carros de passeio nas estações, usando menos ônibus, com deslocamento rápido, seguro e confortável para a população” – defendeu Porto, ainda em vida, em seu relatório.

Atualmente no Brasil existem mais de 20 projetos em estudo ou implantação de VLT. Entre as capitais estão Maceió, Recife, Crato, Juazeiro do Norte – o chamado “Trem do Cariri”, Natal, Salvador, João Pessoa, Vitória, Goiânia, Florianópolis, Brasília, ABC Paulista, Litoral Paulista e São Paulo com diversos trechos para interligação com o metrô.

“Este seria o projeto sustentável mais importante para Cuiabá com a participação de recursos da Copa do Mundo. Outros, terminada a Copa poderão não ter resultados econômicos e sociais tão importantes” – prega o estudo.
Fonte: http://www.24horasnews.com.br/index.php?tipo=ler&mat=364318

A frase de dia

"O transporte coletivo precisa se modernizar e ser menos agressivo ao meio ambiente."
Jáder Rocha de Oliveira

Cresce o movimento popular pelo VLT (Veículo Leve sobre Trilhos)



A esperança do livre trânsito de veículos voltou a circular pela cidade de Salvador depois que o Governo do Estado da Bahia editou um Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) sobre a definição do melhor modelo de transporte de massa a ser utilizado na Região Metropolitana de Salvador envolvendo as cidades de Salvador, Lauro de Freitas e Camaçari.

Com a esperança surgiu um movimento popular formado por profissionais com amplo conhecimento técnico sobre o assunto que trabalha para esclarecer os cidadãos quanto às vantagens da utilização do VLT (Veículo Leves sobre Trilhos) sobre o BRT (Bus Rapid Transit), modelo que defende a utilização de ônibus.

O movimento popular “Eu quero VLT em Salvador” utiliza um blog na internet – vltemsalvador.blogspot.com e está coletando assinaturas referente a um manifesto a ser entregue ao Governador Jaques Wagner.

Assine agora o manifesto e declare o seu amor à cidade de Salvador.

A frase do dia

"O VLT diminui a poluição e é muito melhor que ônibus. Transporta mais pessoas, se move mais rápido, de forma mais segura e confortável e os horários ficam mais precisos. Transporte de gente pra gente."
Paloma Silva

Material publicitário da campanha "Eu quero VLT em Salvador" - Capítulo I

Apresentaremos por capítulos diários o material publicitário da campanha "Eu quero VLT em Salvador"

 

 

 

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Campanha "Eu quero VLT em Salvador" conta com o apoio da população


A corrente do bem pelo VLT em Salvador cresce a cada dia contando com a adesão de centenas de pessoas até o momento. Através de correntes de e-mails, divulgação do blog da campanha, conversa entre amigos e grande divulgação em redes sociais, a população de Salvador está tendo a oportunidade de reagir a medíocre proposta dos "corredores de ônibus" apelidada de BRT defendida pelos empresários do setor e pela Prefeitura de Salvador.

A adesão em massa, revela a insatisfação da população de Salvador com o péssimo serviço de transporte público que há 16 anos desconhece o significado da palavra "licitação". O reflexo disso são linhas com horários irregulares, ônibus sujos e superlotados, estações de ônibus abandonadas, causando diariamente  enorme sofrimento a população soteropolitana.

Recife, Fortaleza, Maceió, Terezina-PI, Arapiraca-AL, Juazeiro do Norte e Crato no Ceará, são exemplo de cidades que investiram e investem cada vez mais no VLT como transporte de qualidade para seus cidadãos. Recentemente, Natal-RN anunciou que também irá construir seu VLT até a Copa de 2014. O que Salvador está esperando? Abracem esta causa e grite "Eu quero VLT em Salvador".


Assine agora o Manifesto de apoio ao VLT. 

"Eu quero VLT em Salvador ganha repercussão na mídia:

JusBrasil
Bahia Negócios
Bahia Notícias
Política Livre

Declare o seu apoio no abaixo-assinado: peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=vlt

VLT uma opção moderna e inteligente


Declare o seu apoio no abaixo-assinado: peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=vlt

domingo, 10 de abril de 2011

VLT em Salvador

Assista o vídeo da campanha Eu quero VLT em Salvador e entenda por que devemos mobilizar Salvador nesta corrente pelo bem da cidade.



Declare o seu apoio no abaixo-assinado: peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=vlt

Cresce o apoio político pelo VLT em Salvador



Baseado no tema da Campanha da Fraternidade 2011, o líder do PT e coordenador da bancada católica na ALBA, o deputado estadual Yulo Oiticica, sugeriu que a Campanha da Fraternidade defenda como alternativa de mobilidade urbana para Salvador a utilização do Veículo Leve sobre Trilho (VLT), em detrimento do sistema BRT (corredores de ônibus).

“Além de menos poluente, o VLT tem a capacidade de transportar um número dez vezes maior de pessoas que o BRT. É inegável que o VLT é mais vantajoso que o BRT”, sugeriu Yulo. A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) vem desenvolvendo um VLT como “trem padrão nacional” desde 2005. Trata-se de um sistema amplamente utilizado na Europa, Ásia e Estados Unidos como solução para o transporte de passageiros.

Na versão nacional, os VLT estão em implantação em Recife, Fortaleza, Natal e Maceió.“Infelizmente, a prefeitura cede à pressão dos empresários de transportes de Salvador, que diferente das demais cidades brasileiras, defende o sistema anacrônico do BRT, nome sofisticado para o velho e bom corredor de ônibus”, pontuou Yulo

Declare o seu apoio no abaixo-assinado: peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=vlt.

Postagens populares