Páginas

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Dez pessoas ficaram presas no Elevador Lacerda

A decisão foi tomada e não se volta atrás: as cidades de Salvador e Lauro de Freitas terão trilhos (Metrô ou Monotrilho). Agora, sr. prefeito e vereadores, é hora de trabalhar para cuidar da nossa cidade que está precisando de muita atenção. Cuidar do Elevador Lacerda e dos Planos Inclinados pode ser um bom começo, mãos à obra!



quarta-feira, 29 de junho de 2011

Vereadores também defendem interesses das empresas de ônibus

Vereadores de Salvador que não querem o Metrô e estão defendendo os interesses das empresas de ônibus: Teo Senna (PTC), Henrique Carballal (PT) e  Jorge Jambeiro (PSDB). Vamos lá soteropolitanos e soteropolitanas, vamos banir este pessoal da política, vamos fazer uma corrente contra este tipo de gente!





























terça-feira, 28 de junho de 2011

Carneiros e Leões como urubu na carniça

O pessoal da prefeitura de Salvador está desesperado para que as cidades de Salvador e Lauro de Freitas não tenham metrô e continuem no atraso do corredor de ônibus, assim eles podem garantir a exploração do serviço pelas empresas de ônibus que já prestam (péssimo) serviço.


Eles acionam todas as forças contrárias ao Metrô, inclusive o ministro das cidades Mário Negromonte que tem se mostrado à serviço desta politicagem ultrapassada, mesquinha, e que de forma alguma defende os interesses dos que necessitam de transporte coletivo e estão no caos do engarrafamento. Mas a culpa é do próprio PT ao escolher uma pessoa despreparada ou com más intenções para ocupar a pasta de ministro das cidades. 

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Reunião

Reunião para estudarmos os novos rumos do movimento "Salvador sobre Trilhos", nesta quarta-feira às 19h. Ed. Salvador Trade Center, Torre Sul, sala 605. Necessário confirmar presença pelo e-mail vltemsalvador@gmail.com pois o local espaço é pequeno, por isso mesmo é importante a confirmação para que possamos ter ideia da quantidade de pessoas. 

Estudantes chilenos fazem grande manifestação por educação de qualidade e gratuita

O povo chileno, guerrilheiro por sua natureza, vive momentos de grande mobilização popular em que estudantes tomaram as universidades e fazem grandes manifestações nas ruas por educação de qualidade e gratuita. Gostaríamos que os nossos estudantes se espelhassem neste exemplo e promovessem manifestação pelos mesmos motivos e por transporte coletivo de qualidade. É preciso estar claro que a péssima qualidade da educação no Brasil resulta em pessoas sem qualquer consciência política e que servem de massa de manobra para políticos inescrupulosos. Veja este vídeo em que eles querem dizer que a educação no Chile está morta, e olhe que o Chile é referência na América Latina em qualidade de educação (imagine se eles soubessem o nível de educação do Brasil, o que diriam?). VAMOS À MOBILIZAÇÃO, ESTUDANTES!


Este vídeo lembra uma matéria que já postamos neste blog: A má qualidade da educação está intrinsecamente ligada à má qualidade do transporte público. O vídeo que você verá expõe a situação em outro estado do Brasil, mas bem que poderia ter sido feito aqui na Bahia. A má qualidade da educação está intrinsecamente ligada à má qualidade do transporte público que temos, talvez seja intencional, quanto mais "analfabetos políticos" melhor para a prestação de péssimos serviços públicos, corrupção e práticas eleitoreiras. Leia agora!

domingo, 26 de junho de 2011

Happy end na Paralela

Este brilhante texto do prof. Paulo Ormindo resume a crença que nos fez criar o movimento "Eu quero VLT em Salvador"/"Salvador sobre Trilhos": a mobilização popular é imprescindível, é o caminho para conquistarmos uma sociedade mais justa e melhor para todos. Somos um movimento cidadão, uma organização da sociedade sem ligações de dependência com políticos, com partidos políticos e empresas. Participe, ainda há muito o que fazer. 


Happy end na Paralela
Por Prof Paulo Ormindo.

Mais que analisar a solução apontada para a ligação Acesso Norte - Lauro de Freitas, quero aqui analisar o processo. A primeira lição do episódio é que Salvador já não é a mesma de 2007, quando a Câmara de Vereadores aprovou na calada da noite o PDDU vigente. Apesar de não ter havido audiências públicas, foi intensa a mobilização da sociedade em torno da escolha do sistema de transporte na RMS, através de jornais, blogs, rádios e reuniões promovidas por instituições como Crea-BA ou convocadas por vereadores e deputados estaduais. Esta ação cidadã foi decisiva na definição do modal de mobilidade. 

Aquilo que parecia impossível, vencer o poderoso consórcio do BRT, acabou acontecendo. Recorde-se que o projeto do Setps, iniciado em 2003, foi um dos vinte oferecidos por investidores privados e encapados pela prefeitura no pacote Salvador capital mundial. O Setps e a construtora consorciada realizaram o levantamento topográfico da rota e financiaram os estudos preliminares da TTC - Engenharia de Tráfego e Transportes na certeza de ganhar a concessão e impor o BRT como paradigma para a RMS. Para isso publicaram revistas, trouxeram jornalistas, promoveram viagens e investiram em um lobby milionário. 

Não se pode ignorar o papel que tiveram movimentos populares como “Salvador sobre Trilhos”, “Eu quero VLT em Salvador”, “A cidade também é nossa”, e “Associação de Ferroviários”. Esta foi uma grande vitória desses movimentos, já que a elite manteve o tradicional silêncio obsequioso, mas haverá de gritar quando não puder mais sair da garagem. O povo não está interessado em eventuais jogos a que não poderá assistir. Ele quer é passar menos tempo dentro de um ônibus com chassi de caminhão superlotado, com curral e torniquete kafkiano. Sua paciência já se esgotou e os protestos, bloqueio de avenida e estações ameaçam repetir o “quebra bonde” de 1930.

Mas não se pode deixar de reconhecer o papel desempenhado por Zezéu Ribeiro. Político hábil, ele tem sabido utilizar estes movimentos para contrabalançar a pressão de poderosos lobbies, como já havia demonstrado ao mudar a localização do porto sul que ameaçava destruir uma das mais sensíveis APAs do Estado. No caso presente, além de fazer ecoar as manifestações contra o péssimo sistema de buzus, explorou as contradições do capitalismo ao abrir o PMI a outros grupos e exibir suas propostas no site da Seplan. Isto destruiria o mito do BRT com única solução possível.

Zezéu pegou o bonde andando e tenta dar tecnicidade a uma secretaria desaparelhada. Mas uma andorinha só não faz verão. É preciso se criar um processo institucional de gestão planejada e participativa. O atropelo desta escolha demonstra que não havia no governo nenhum pensamento sobre a RMS e transporte de massa. Não se sabe como descongestionar a capital, nem como infraestruturar a RMS. Precisamos restaurar a função do planejamento, reduzido pelos políticos a um instrumento, a posteriori, de legitimar decisões autoritárias. Este não é o caso em pauta. De que vale fazer audiências públicas e atualizar pesquisa de origem e destino a esta altura?

A decisão adotada foi acertada, distinguindo vias “troncais”, de transporte de massa sobre trilhos, e vias transversais capilares, operadas por BRT e ônibus comuns. No meu entender, o monotrilho está descartado. Seu impacto visual e difícil acessibilidade a uma plataforma de 35m de altura o desqualifica. O metrô de superfície com pequenos mergulhos nos cruzamentos é perfeitamente viável no prazo estabelecido e atende à exigência da presidente de conclusão do metrô. Ele elimina desapropriações e os 27 viadutos da consorciada do BRT. Os carros do metrô já estão aqui. A grande questão é quem administrará este sistema misto, mas para isso temos tempo.

Em resumo, o episódio da escolha do modal da ligação Acesso Norte – Lauro de Freitas mostrou a força dos movimentos populares e que o planejamento da RMS e da Bahia não pode ficar a mercê da eventual titularidade da Seplan por um técnico competente e íntegro. Deve ser uma política de Estado com quadros idôneos dispostos a ouvir a comunidade, que deveria ser o principal objetivo da política.

Fonte: Jornal A Tarde, 26/06/2011 - Caderno 1, folha 2. 

Matérias relacionadas:

sábado, 25 de junho de 2011

Zezeu chama Leão de ‘inconseqüente’

O secretário estadual do Planejamento, Zezeu Ribeiro, classificou o secretário da Casa Civil da Prefeitura de Salvador de “muito precipitado” e “inconsequente”. A fala do petista, publicada pelo jornal A TARDE, se deu após João Leão declarar que a opção do governo do Estado não ficará pronta para a Copa de 2014.

Leão declarou que o valor de R$ 570 milhões não faz o metrô na Paralela. Defensor do BRT, o chefe da Casa Civil da PMS defendia que o modelo fosse implantado no primeiro momento, para depois se transformar em trilhos. “Podemos fazer a sub-base, base, canais, drenagem e outras. Depois, jogar uma camada asfáltica para preservá-la e implantar o corredor do BRT (sigla em inglês para Trânsito Rápido por Ônibus) para rodar durante a Copa. Terminada a Copa, executaria-se a superestrutura do modal, com a colocação dos trilhos”, defendeu Leão.

Em resposta, Zezeu foi duro. “João Leão é muito precipitado. Ele não precisa passar informação inconsistente para a imprensa. Não dá pra ficar criando factóide sobre um assunto tão importante quanto esse. Isso não se faz com auto-falante ou em palanque. Essa postura é inconsequente e faz mal às cidades envolvidas no projeto”, disse.

O secretário de Planejamento explicou a posição do governo. “Quem for gerir a linha 2, tem que assumir a integração com a linha 1 do metrô, por isso a nossa escolha pelo eixo sobre trilho”, justificou. Zezeu disse ainda que, até a realização da licitação do modal, que deve ocorrer em 45 dias,  tem reunião marcada com o ministro das Cidades, Mário Negromonte, e também terá encontros com o prefeito de Salvador e a prefeita de Lauro de Freitas.

Fonte: Bahia todo dia 

A pergunta que não quer calar é: João Henrique, João Leão e alguns vereadores, todos desesperados pelo BRT, defendem os interesses de quem?

A sociedade baiana quer Salvador e Lauro de Freitas sobre trilhos e está se organizando cada vez mais para conquistar transporte de qualidade e uma cidade sem engarrafamento.  

VALEU ZEZÉU, JOGUE DURO, ESTAMOS COM VOCÊ!

A turma do BRT pensa que o baiano é idiota

Eles querem fazer o BRT a todo custo, nem que isso resulte em perda de milhões de reais e a pavimentação asfáltica do canteiro central da av. Paralela. Mesmo depois da decisão acertada do Governo do Estado da Bahia em definir os trilhos (Metrô ou Monotrilho) para a av. Paralela eles não se conformam com as perdas de financiamento de campanha que teriam e querem garantir a mamata das empresas de ônibus.


Veja reportagem no jornal que mais parece boletim do SETPS:
Jornal A Tarde, em 24/06/2011:
"Mesmo depois de o governo do Estado ter anunciado na terça-feira, 21, a escolha por um modal de trilhos (monotrilho ou metrô), integrado à linha 1 do metrô  (do Acesso Norte até Pirajá), para  preparar as cidades de de Salvador e Lauro de Freitas para a Copa do Mundo de 2014, a briga com a Prefeitura de Salvador parece longe de terminar.
Nesta sexta,24, o secretário da  Casa Civil do município de Salvador, João Leão, declarou ao jornal A TARDE não acreditar na viabilidade financeira da escolha. “Minha preferência é pelo modal com trilhos, mas como  não temos dinheiro para executar o projeto, que custa R$ 2,4 bilhões -  temos apenas R$ 570 milhões -  acho que devemos realizar apenas sua primeira fase”, disse Leão.
Segundo o secretário, a obra deve ser toda licitada, mas só devem ser executadas as ações de infra-estrutura. “Podemos fazer a sub-base, base, canais, drenagem e outras. Depois, jogar uma camada asfáltica para preservá-la e implantar o corredor do BRT (sigla em inglês para Trânsito Rápido por Ônibus) para rodar durante a Copa”, defendeu Leão.  Segundo ele, a obra só deveria  ser concluída  depois do evento. “Terminada a Copa, executaria-se a superestrutura do modal, com a colocação dos trilhos”.
A pergunta que não quer calar é: João Henrique, João Leão e alguns vereadores defendem os interesses de quem?

terça-feira, 21 de junho de 2011

Os trilhos venceram o corredor de ônibus na av. Paralela

Durante todo este dia estivemos em busca de informações com bastante credibilidade sobre o resultado final do PMI, mas o que presenciamos foram informações incompletas e insatisfatórias para que pudéssemos registrar em nosso blog. 
O que ficamos sabendo e que nos incomodou muito foi a ânsia do prefeito de Salvador, João Henrique, e sua equipe em querer se aproveitar de alguma forma desta nova situação. 
Sugerimos leitura do texto publicado no sítio da Seplan que diz "Veículo sobre trilhos e ônibus farão ligação entre Lauro de Freitas e Salvador":
"O sistema de transporte público metropolitano entre os municípios de Lauro de Freitas e Salvador será misto, formado por um corredor central estruturante de veículos sobre trilhos, passando pela Avenida Paralela até a Rótula do Abacaxi (Acesso Norte), e ônibus, modelo convencional ou Bus Rapid Transit (BRT), nas vias alimentadoras, como as avenidas Dorival Caymmi, Orlando Gomes e Pinto de Aguiar.     Leia mais..."



  

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Resultado será divulgado nesta terça-feira


Devido à reunião dos Grupos de Trabalho Executivo (GTE) e de Deliberação (GD) ter se prolongado por um tempo além do previsto inicialmente, a coletiva de imprensa para anunciar a proposta escolhida do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) da Mobilidade Urbana foi transferida da tarde desta segunda-feira (20) para terça-feira (21), às 10h30, no auditório da Secretaria do Planejamento (2ª Avenida, 250, Centro Administrativo).
Destacamos que o prazo para análise das propostas que se encerra nesta segunda-feira será cumprido, conforme prevê o PMI para a escolha do modal de transporte a ser implantado entre a Rótula do Abacaxi e Lauro de Freitas.
Mais 24 horas de tensão, emoção, e esperança por transporte coletivo de qualidade: queremos Metrô, VLT, Trem, Monotrilho em toda a cidade. 

domingo, 19 de junho de 2011

Excelente vídeo sobre São Luís

video
Que tal nos unirmos para fazermos vídeos interessantes sobre a nossa cidade! Para um projeto como este é necessário pesquisa dos conceitos teóricos sobre a cidade e a elaboração gráfica do vídeo, dividindo o trabalho a gente conseguirá. Quem se habilita? Favor enviar e-mail para vltemsalvador@gmail.com

sábado, 18 de junho de 2011

Trasmilenio de Bogotá (BRT) = Transmicheio

Este vídeo expressa a verdade omitida pelos defensores do BRT. É a realidade em sua mais verídica expressividade. É impossível dizer que o BRT funciona.



A solução é uma só: transporte sobre trilhos, seja VLT, METRÔ, Trem, Monotrilho etc.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Metrô de Salvador será o mais barato do Brasil

Matéria publicada na página Gente & Negócio expõe informações interessantes sobre a linha 2 do Metrô de Salvador. 
"O empresário Plinio Assmann, conselheiro da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP) e responsável pela implantação da linha pioneira do Metrô de São Paulo, em 1974, defende a implantação do metrô de superfície em Salvador como melhor proposta de mobilidade urbana.   ..."  
(Veja a matéria completa)
Início

Proposta do Metrô de superfície INVEPAR

Apresentamos material de divulgação da proposta de Metrô de superfície da INVEPAR. 
Embarque Nesta Ideia from embarquenestaideia on Vimeo.


A página na internet http://embarquenestaideia.com.br/ detalha características da proposta. Aguardamos materiais de divulgação das demais empresas com propostas baseadas nos trilhos para também divulgarmos. 


As apresentações das propostas das empresas podem ser vistas no canal da Seplan no youtube (acesse aqui). 

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Entrega do manifesto e abaixo-assinado ao Governo do Estado da Bahia

Ocorreu hoje às 8h da manhã a entrega do Manifesto com abaixo-assinado organizado pelo movimento social "Salvador sobre Trilhos" que inicialmente chamou-se "Eu quero VLT em Salvador" que defende a adoção do transporte sobre trilhos (Metrô, VLT - Veículo Leve sobre Trilhos, Trem, Monotrilho etc) na av. Paralela e que determinará o futuro da cidade de Salvador e sua Região Metropolitana.
Lúcio Oliveira
O Manifesto com abaixo-assinado (veja aqui) foi encaminhado ao Governo do Estado da Bahia na figura dos seus técnicos e políticos para que tomem conhecimento da vontade da sociedade por um transporte público de qualidade e sobre trilhos. O pedido de audiência foi formulado à governadoria que designou para receber o Movimento "Salvador sobre Trilhos" os Srs. Eduardo Copello e Alberto Valença, membros da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e que participam do Grupo de Trabalho Executivo encarregado de analisar o assunto. 
Entrega do Manifesto e abaixo-assinado: Alberto Valença, Eduardo Copello, Álvaro Almeida, Antônio Luís e Camila Alemany
Foram entregues 5.590 assinaturas (veja aqui) com comentários favoráveis ao transporte sobre trilhos. Representam o movimento "Salvador sobre Trilhos" Álvaro Almeida, Camila Alemany, Antônio Luís, Wagner Pyter, Lúcio Oliveira e Cleber Santos. 

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Entrega do manifesto e abaixo-assinado

Conseguimos um horário amanhã às 8h da manhã para a entrega do manifesto e abaixo-assinado a ser entregue ao Governador Jaques Wagner. A impressão das assinaturas ocorrerá hoje às 22h, ainda dá tempo de você assinar e pedir aos seus amigos que façam o mesmo. http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=vlt

A Prefeitura de Salvador está nos perseguindo


A PREFEITURA DE SALVADOR ESTÁ PERSEGUINDO O MOVIMENTO PELO METRÔ NA AV. PARALELA. Querem levar as nossas faixas da Paralela. Este é um movimento popular, somos cidadãos comuns que queremos transporte com qualidade, com transporte sobre trilhos em Metrô e VLT, não queremos o corredor de ônibus, chega de engarrafamento, chega de caos, exigimos respeito e o direito de manifestação, não estamos cometendo nenhuma ilegalidade, somente estamos nos manifestamos. Solicitamos apoio da sociedade para que a ditadura do BRT não cale a nossa boca, será que já não é suficiente para eles a mídia paga expondo mentiras? EXIGIMOS RESPEITO, A SOCIEDADE PRECISA ESTAR UNIDA PELO METRÔ E CONTRA A DITADURA DO BRT.   

terça-feira, 14 de junho de 2011

O Ceará adotou os trilhos do VLT para a mobilidade urbana

Cid Gomes, governador do Ceará, acompanhou o início da fase de testes dos VLTs e inaugurou oficialmente 21 trens reformados. Os seis novos VLTs estão previstos para funcionar comercialmente em fevereiro de 2012. Além do Ceará, cidades como Recife e Maceió também operam com VLTs em fases de testes.

Cid Gomes acompanhou o início dos testes dinâmicos do primeiro dos seis veículos leves sobre trilhos (VLT) adquiridos para operar em Fortaleza. Fez também o registro oficial de entrega de 21 trens reformados recentemente e que já compõem a frota de 31 carros da Linha.

População aprova
Cid Gomes fez a primeira viagem que marcou o início das fases de testes dos VLTs, de Caucaia a Fortaleza. Com ele, dezenas de usuários também realizaram o percurso, como a costureira Francinete das Graças de Farias,63. “Vou para o Centro quase todos os dias. Estou achando maravilhoso. O melhor é esse clima aqui dentro”, diz, se referindo ao ar condicionado.

A diarista Claudiana da Silva, 28, também aprovou o novo transporte. “Pego todo dia o trem porque é mais barato. É bom um trem bonito assim, que não balança tanto como os outros”.

SAIBA MAIS
Cada trem VLT tem capacidade para 208 passageiros sentados e 558 passageiros em pé.
Os trens VLTs são produzidos em Barbalha, na empresa Bom Sinal, única nacional.
Além do Ceará, cidades como Recife e Maceió também operam com VLTs em fases de testes.

E a Bahia? ficará para trás? sofrendo a agonia do caos dos corredores de ônibus? Estamos vivendo o caos da mobilidade urbana, chega de atraso de vida! Precisamos reconquistar o nosso lugar de vanguarda no Norte e Nordeste. Estamos perdendo o trem (metrô) da história. 

Nosso apelo aos técnicos e políticos do Governo do Estado da Bahia pela adoção do Metrô como modal na av. Paralela. 

BRT é o pior modelo para Salvador


O BRT (corredor de ônibus) foi o pior projeto de mobilidade urbana entre os projetos apresentados na PMI feita pelo Governo da Bahia. Apesar do forte lobby dos empresários de ônibus de Salvador, que através de publicações compradas na imprensa local, afirmarem que o ônibus é um "metrô sobre rodas" e que atende, inclusive, a demanda de uma rede estruturada de metrô, desafiando a Física e a inteligência dos soteropolitanos, o BRT é um sistema defasado, poluente e de baixa capacidade, não precisando ser nenhum especialista para chegar a esta conclusão.

A cidade de Bogotá é citada como um exemplo bem sucedido de implantação do BRT, lá chamado de Transmilênio. Entretanto, se o BRT é tão bem sucedido lá, por qual razão o governo de lá pretende investir em metrô? Sim, exatamente isso! Enquanto os defensores do atraso tentam impedir Salvador de possuir um sistema moderno e de alta capacidade, cidades que já passaram pela experiência do BRT agora tentam oferecer um transporte eficiente aos seus cidadãos por meio de investimentos em metrô, a exemplo do que querem Curitiba e Bogotá na Colômbia. Será que apenas Salvador merece ser condenada ao atraso chamado BRT?
video

domingo, 12 de junho de 2011

Jornal A Tarde, o jornal mais vendido da Bahia

O Jornal A Tarde publicou neste domingo a revista "Salvador em Movimento" sem qualquer relação com um trabalho jornalístico e com características explícitas de caderno pago pelas empresas de ônibus interessadas no corredor de ônibus (BRT).

Mas o baiano não é idiota. Sabe perfeitamente que este modelo de transporte caótico não pode mais permanecer em nossa cidade. A solução é única e exclusivamente transporte sobre trilhos: Metrô, VLT, Trem, Monotrilho etc.

A sociedade baiana espera ansiosamente a salvação que há de vir pelos componentes do Governo do Estado da Bahia (já que se dependêssemos da prefeitura estaríamos condenados ao caos dos ônibus que já convivemos diariamente) que podem escolher uma das propostas do Metrô. A decisão será dada nesta semana, estejamos atentos às ações na mídia baiana (a mesma que viajou para Bogotá com tudo pago para depois fazer propaganda positiva do caos que lá existe).

Divulgue o movimento pelos trilhos, converse com os seus amigos, vizinhos e parentes, pressione o(a) vereador(a), deputado(a) e senador(a) que você tem acesso, transmita a nossa mensagem e o link do blog para os seus contatos no e-mail, esta é a nossa última chance de termos transporte público de qualidade com Metrô (caso contrário somente no ano de 2039).

MOBILIZAÇÃO URGENTE!

sábado, 11 de junho de 2011

Apresentação das empresas participantes do PMI da mobilidade urbana

Assista no canal da Secretaria de Planejamento do Estado da Bahia no Youtube as apresentações das empresas participantes do PMI da mobilidade que definirá o modal a ser utilizado na av. Paralela e que será decisivo para a definição de transporte coletivo em nossa cidade, entre duas opções:
- O corredor de ônibus, com uma sigla em inglês para fazer de conta que é algo novo  (como se não já conhecêssemos o corredor de ônibus na frente do iguatemi). 
- O Metrô, modal de transporte utilizado pelas grandes metrópoles mundiais em termos de mobilidade urbana e respeito aos cidadãos. 


O momento é decisivo, se não for agora os apoiadores do buzu só deixarão instalar Metrô no ano de 2039 (dois mil e trinta e nove), como disse um ex-secretário de transporte que parece não saber que Paris instalou o Metrô em 1900, Barcelona em 1907, Madri em 1919 e Londres em 1933. Por estes tipos de administradores que a cidade de Salvador está em péssimas condições de mobilidade urbana. 


Mas, vamos deixar as pessoas que pensam pequeno de lado e vamos lutar pela implantação do Metrô na av. Paralela. Esta é a última semana:        MOBILIZAÇÃO TOTAL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Matérias relacionadas:
- Pessoas que pensam pequeno
- Transmilenio de Bogotá: Transmicheio

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Mobilização por transporte coletivo de qualidade

Somos cidadãos comuns - profissionais, estudantes e aposentados - e defendemos um transporte público de qualidade na cidade de Salvador e Região Metropolitana. Não temos ligação com partidos políticos, com pessoas em mandato eletivo e nem com empresas que prestam serviços públicos. Nesta campanha estamos trabalhando pela mobilização da sociedade, mantendo contato com parlamentares, participando de palestras, encaminhando notícias para a mídia e realizando ações nas redes sociais (facebook e  twitter). Não ganhamos nada financeiramente (muito pelo contrário) e investimos muito tempo, energia e dedicação pelo bem comum. 

Sabemos que a melhoria da mobilidade urbana afeta a qualidade de vida de todos, daqueles que necessitam de transporte coletivo (superlotado, atrasado, que dá voltas e voltas pela cidade, desconfortável, caro etc) como também daqueles que andam em carro particular com vidros fechados, ar condicionado, música ambiente e que pode correr até 160km/h mas que anda a 30km/h porque a cidade está TODA ENGARRAFADA. Quando tivermos transporte coletivo de qualidade sobre trilhos (Metrô e VLT) as pessoas utilizarão o transporte coletivo e deixarão o carro particular guardado, desta forma todos ganharão com menos engarrafamento. 

Não temos preferência por um tipo específico de transporte já que sabemos que todos são importantes e um deve complementar o outro. No entanto, sabemos que o transporte sobre trilhos (Metrô e VLT - Veículo Leve sobre Trilhos) é o que melhor se adequa para região com elevada quantidade de passageiros como a av. Paralela e que devem ser os principais modais de transportes, ônibus deverá ser utilizado de forma secundária em vias de menor movimento. 

Analisamos também o aspecto de proteção do meio-ambiente com a proteção do canteiro central da av. Paralela que será preservado com a adoção do VLT ou do Metrô, porém o corredor de ônibus (BRT) propõe a criação de duas novas pistas de asfalto por toda a extensão e a certeza de que o engarrafamento não acabará pois ninguém deixará o carro em casa para tomar ônibus.

Quando iniciamos a campanha pela mobilidade urbana em Salvador - que necessariamente deveria adotar o transporte sobre trilhos (Metrô, VLT - Veículo Leve sobre Trilhos, Trem, Monotrilho etc) - identificamos no VLT a grande possibilidade de tirar as cidades de Salvador e Lauro de Freitas do caos em que se encontram. Naquele momento, a disponibilidade financeira de R$ 600 milhoes só permitia implementar o VLT, um transporte sobre trilhos com menor capacidade de transporte do que o Metrô.

Mas a situação mudou e mais recursos financeiros serão destinados à mobilidade urbana, algo que chega em R$ 3 bilhoes. Diante desta nova realidade o Metrô é possível e passou a ser a nossa grande salvação.

No PMI do Governo do Estado há quatro propostas de Metrô e uma do Monotrilho. Apostamos no Metrô e adaptamos a nossa campanha para ele. A partir de hoje usaremos um novo slogan de nossa campanha: "Eu quero trilhos" e adotaremos um novo blog salvadorsobretrilhos.blogspot.com que, apesar de levar o nome da cidade de Salvador, também defende o mesmo para Lauro de Freitas e Região Metropolitana.
Adaptaremos as nossas ações de mídia para esta nova realidade e necessitamos de MOBILIZAÇÃO de todos pelo Metrô. Faça a sua parte, nós estamos fazendo a nossa, os(as) parlamentares que apóiam o movimento estão fazendo a deles(as), somente assim conquistaremos transporte público de qualidade para quem transita nele e menos engarrafamento para quem usa carro particular.

Faltam poucos dias, no dia 20 de junho sairá o resultado. O momento é importantíssimo para todos nós, a nossa qualidade de vida depende desta decisão: MOBILIZAÇÃO URGENTE!!!!!!

EU QUERO TRILHOS NA PARALELA

Diariamente, você é vítima do caótico trânsito de Salvador e sua Região Metropolitana, que estão com seu sistema de transporte estrangulado.
CHEGA DE ENGARRAFAMENTO. EU QUERO TRILHOS NA PARALELA.
Será que cabe colocar mais ônibus para resolver os graves problemas de congestionamento que vivemos? Os especialistas dizem que NÃO.
CHEGA DE CAOS NO TRÂNSITO. EU QUERO TRILHOS NA PARALELA.
É concebível que nossa cidade alimente apenas carro e ônibus nas vias? Hoje já trafegam por dia, entre Lauro de Freitas e Salvador, 1500 ônibus e 250 mil automóveis.
CHEGA DE ÔNIBUS LOTADO. EU QUERO TRILHOS NA PARALELA.
A solução para o transporte tem que atender apenas a Copa de 2014? Nós precisamos oferecer uma opção de transporte segura e confortável para que o cidadão deixe seu carro em casa.
RAPIDEZ, CONFORTO E SEGURANÇA. EU QUERO TRILHOS NA PARALELA.
Além de mais fumaça de óleo diesel, criar via exclusiva na Paralela para mais ônibus significa destruir vegetação para colocar asfalto, que vai impermeabilizar o solo e aumentar a chance de alagamentos.
CHEGA DE AGREDIR O MEIO AMBIENTE. EU QUERO TRILHOS NA PARALELA.
Sabia que, nos últimos 50 anos, Salvador duplicou sua população em média a cada 20 anos? Pense o que você quer como solução para o futuro de Salvador e Região Metropolitana.
CHEGA DE ATRASAR COMPROMISSO. EU QUERO TRILHOS NA PARALELA.

Campanha pelo transporte sobre trilhos

Quando iniciamos a campanha pela mobilidade urbana em Salvador - que necessariamente deveria adotar o transporte sobre trilhos (Metrô, VLT - Veículo Leve sobre Trilhos, Trem, Monotrilho etc) - identificamos no VLT a grande possibilidade de tirar as cidades de Salvador e Lauro de Freitas do caos em que se encontram. Naquele momento, a disponibilidade financeira de R$ 600 milhoes só permitia implementar o VLT, um transporte sobre trilhos com menor capacidade de transporte do que o Metrô. 

Mas a situação mudou e mais recursos financeiros serão destinados à mobilidade urbana, algo que chega em R$ 3 bilhoes. Diante desta nova realidade o Metrô é possível e passou a ser a nossa grande salvação. 

No PMI do Governo do Estado há quatro propostas de Metrô e uma do Monotrilho. Apostamos no Metrô e adaptamos a nossa campanha para ele. A partir de hoje usaremos um novo slogan de nossa campanha: "Eu quero trilhos" e adotaremos um novo blog salvadorsobretrilhos.blogspot.com que, apesar de levar o nome da cidade de Salvador, também defende o mesmo para Lauro de Freitas e Região Metropolitana. 
Adaptaremos as nossas ações de mídia para esta nova realidade e necessitamos de MOBILIZAÇÃO de todos pelo Metrô. Faça a sua parte, nós estamos fazendo a nossa, os(as) parlamentares que apóiam o movimento estão fazendo a deles(as), somente assim conquistaremos transporte público de qualidade para quem transita nele e menos engarrafamento para quem usa carro particular. 

Faltam poucos dias, no dia 20 de junho sairá o resultado. O momento é importantíssimo para todos nós, a nossa qualidade de vida depende desta decisão: MOBILIZAÇÃO URGENTE!!!!!!




quinta-feira, 9 de junho de 2011

Iguatemi, Itaigara, Rodoviária: de bike não pega engarrafamento!


Por Ana Elisa
"A bicicleta para mim e para as outras organizadoras do Meninas ao Vento, se configura como um meio de transporte que proporiona felicidade, mobilidade, simpatia, sustentabilidade ambiental e econômica, saúde, bem-estar e autonomia. 


Ontem, o percurso que o Menina ao Vento sintetizou muito bem a questão da mobilidade urbana. Saímos pedalando do Rio Vermelho em direção à zona de mais I-mobilidade de Salvador: o Iguatemi e adjacênicas (Pituba, Itaigara). É lá que está o novo centro da cidade, com uma grande concentração de prédios comerciais e residenciais, para onde converge parte considerável do fluxo de carros e ônibus, e onde já fica engarrafado a partir das 15h! Ou seja, é um local que só passa quem realmente precisa, ou quando se precisa. O nosso destino era chegar ao Shopping Salvador, o maior shopping da cidade, onde há paraciclos adequados para uso. A nossa cidade é carente em estacionamentos de bicileta. É carente de ter a cultura da bicicleta como legítima. Não que gostamos de ir ao shopping, mas ter esse destino como ponto de chegada, permitiu ver que existem caminhos possíveis para o deslocamento com bikes; e caminhos agradáveis, mesmo no ponto mais crítico de Salvador. Nesse ponto, a forma de escolher o trajeto já se transforma: não pensamos em pegar os caminhos mais curtos e as vias mais rápidas, como se faz quando se dirige autos. As ruas que passamos foram ruas secundárias, onde os carros passam com velocidades mais baixa, onde o fluxo de ônibus é menor. Ou seja, muito mais possível, seguro e agradável para quem se desloca pedalando. O trajeto permitiu também passar por locais que oferecem diversos serviços, como o bairro do Itaigara, que, além de ser residencial, agrega muitos, muitos prédios comerciais ocupados com serviço médico. Lá também há outros serviços: supermercado, cartório, correios, restaurantes, escolas, bancos, 6 shoppings menores (MaxCenter, Pituba Park Center, Tropical Center, Paseo, Itaigara e Boulevard 161). E não é necessário transitar pela avenida principal, a ACM, que é caótica. Apenas cruzamos ela no semáforo para chegar ao outro lado do bairro. De lá, pegamos a rua entre os 2 últimos shoppings citados em direção ao final de linha da Pituba, que mistura residências, escolas, comércio e muitos, muitos restaurantes. Seguimos pela a Rua das Alfazemas, que não tem cheiro de flor, onde fica o fundo do Hiper Bompreço Iguatemi, um grande supermercado. A esta altura, estávamos paralelas à Av. ACM - onde ocorre todo o congestionamento que não aguentamos, e próximos do acesso ao Shopping Iguatemi e à Rodoviária. Tudo muito tranquilo, e sem ladeiras!Da Rua Alfazema, seguimos por ruas residenciais, pela Rua Timbó, até alcançar a Alameda das Espatódias, rua principal do Caminho das Árvores, porém larga. O final dessa rua é onde fica o Jornal ATARDE, em frente ao Shopping Salvador. Dali, só pegamos uma passarela de pedestre e a atravessamos, claro! Qual não foi a surpresa do responsável pelo estacionamento do Shopping ao ver 18 mulheres entrando para estacionar de bike?! "Parabéns a vcs", foi o que ouvimos!

Esse relato aqui só contempla a questão da mobilidade que a bike permite às pessoas e à cidade. A felicidade, simpatia, sustentabilidade ambiental e econômica, saúde, bem-estar e autonomia, deixa para cada um que queira experimentar!Abaixo, uma rota muito parecida com a que fizemos: http://www.bikemap.net/route/1024615#lat=-12.98716&lng=-38.45773&zoom=15&type=0"

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Metrô de Lisboa! A minha cidade pode ter um igualzinho.

Já temos um sistema de ônibus bastante caro e ineficiente. Agora queremos Metrô e VLT funcionando em nossa cidade. Acreditamos que uma das propostas de Metrô seja escolhida pelo Governo do Estado, é o mínimo que se pode esperar de governantes comprometidos com a mobilidade urbana e com a boa aplicação do dinheiro público. 
Apresentamos agora um belo vídeo do Metrô de Lisboa. Ai que vontade de ter um igualzinho!




Este vídeo foi criado para comemorar os 50 (cinquenta) anos do Metrô de Lisboa. Mais uma vez, os administradores de lá não pensam pequeno como os que temos ou já tivemos, pois estes pensam que só poderemos ter o direito a transporte público de qualidade no ano de 2039. Diante de tal provocação é possível que um dia sugiram que só tenhamos Metrô no ano de 2549, quando a cidade de Salvador tenha 1.000 anos de fundada. 


Matérias relacionadas:
- Pessoas que pensam pequeno 
- Transmilênio de Bogotá (BRT).


Assine agora o manifesto de apoio ao VLT e Metrô.
Twitter/vltemsalvador
 Facebook/vltemsalvador

Vereadores participam de reunião com Zezeu

Zezeu e os vereadores que trabalham pelo Metrô, VLT e Trem
O secretário estadual de Planejamento (Seplan), Zezeu Ribeiro, participará de Audiência Pública promovida pela Comissão de Planejamento Urbano e Meio Ambiente da Câmara Municipal de Salvador para debater sobre mobilidade urbana. O convite foi feito ontem (6) pelo presidente da Comissão, vereador Gilmar Santiago, que esteve com Zezeu ao lado das vereadoras Andrea Mendonça, Marta Rodrigues e Vânia Galvão.


“Convidamos o secretário Zezeu Ribeiro, que está à frente da definição dos investimentos em modais de transporte para Salvador e queremos aprofundar o debate na cidade”, comentou o vereador Gilmar Santiago.


Os vereadores querem ter mais informações sobre o alcance das obras viárias que serão feitas em Salvador e que serão definidas através do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para a realização de Estudos de Viabilidade Técnica, Avaliação Ambiental, Econômico-Financeira e Jurídica. Os projetos foram apresentados ao governo e estão sendo analisadas neste momento pela Seplan.


Assine agora o manifesto de apoio ao VLT e Metrô. 

Twitter/vltemsalvador

Postagens populares